terça-feira, 3 de janeiro de 2023

Preço do gás de cozinha vai AUMENTAR em 2023? Confira!


 
Foto: Reprodução
Péssima notícia para os consumidores brasileiros. De acordo com o sindicato das distribuidoras de GLP (Sindigás), vem aí um novo aumento no preço do botijão de gás de cozinha no país. Desta vez, a partir de abril de 2023, haverá um aumento de cerca de 40% no tributo sobre o produto. Isso ocorrerá devido a uma alteração no modelo de cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os combustíveis.

Diante disso, a decisão do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), publicada na última sexta-feira (23), no Diário Oficial da União (DOU), prevê a cobrança de ICMS de R$ 1.2571 por quilo do item. Dessa forma, um botijão de 13 quilos terá R$ 13,34 de cobrança do imposto estadual em todo o território nacional. Um baque para todos que não estão esperando o aumento. Quer saber mais sobre? Então, veja a seguir.

Alta nos preços do botijão de gás de cozinha

Assim sendo, segundo Sérgio Bandeira de Mello, as mudanças no tributo vão gerar um aumento de cerca de 65% no imposto em São Paulo (SP) e 85% no Rio de Janeiro (RJ), conforme cálculos do sindicato.

E o Vale-Gás em 2023, como fica?

Com a mudança dos preços do gás de cozinha, surge mais uma preocupação para os beneficiários que recebem o Vale-Gás Nacional. Afinal, como fica o benefício em 2023? Pois bem, antes de qualquer coisa, é preciso destacar que benefício foi uma criação do governo de Jair Bolsonaro (PL), lançado em 2021.

O intuito, por sua vez, foi diminuir os impactos econômicos que o aumento do botijão de gás de cozinha trouxe para as famílias brasileiras. Para isso, o Governo Federal permitiu que as aqueles que seguissem as regras pudessem ter acesso a 50% do valor do botijão de 13 kg, conforme levantamento feito pela ANP (Agência Nacional do Petróleo).

A criação do Vale-Gás veio por meio de uma legislação. Isso significa então que mesmo com a troca de governos, saindo Jair Bolsonaro (PL) e entrando Luís Inácio Lula da Silva (PT), o programa está mantido. Até mesmo porque, o texto que estabeleceu o benefício garantiu a liberação de 30 parcelas, o que resultará na concessão do auxílio ao longo de cinco anos, contados a partir do primeiro pagamento.



O primeiro pagamento do Vale-Gás em 2023 está marcado para fevereiro. Por se tratar de um crédito bimestral, como a última liberação foi em dezembro, a próxima acontece após dois meses. Ademais, no próximo ano, o valor a ser concedido deve ser igual a 50% do valor médio do produto, medido pela ANP.


Com informações do site: pronatec

Nenhum comentário:

Postar um comentário