terça-feira, 3 de janeiro de 2023

Bolsa Família está de volta: como se inscrever, atualizar e consultar a inscrição

                            Foto: Reprodução
O Bolsa Família retorna em 2023. Se você deseja se tornar um beneficiário, ou não quer perder o benefício, confira os detalhes aqui!

Como esperado, o Bolsa Família está de volta. Com a posse do presidente de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para o seu terceiro mandato, o programa social mudou para o seu antigo nome.

Desse modo, o Bolsa Família já será pago agora em janeiro, nos últimos dez dias úteis do mês, de acordo com a lógica que era aplicada também no Auxílio Brasil. O valor é depositado de acordo com o último número do NIS do cartão de cada beneficiário.

14º salário do INSS: anúncio importante sobre novo pagamento
Vale ressaltar que receberão aqueles que, além de estarem com o cadastro em ordem, mantém seus dados corretos e atualizados. Portanto, confira a seguir como se inscrever e como atualizar e consultar dados.

Como se tornar um beneficiário do Bolsa Família
Primeiramente, o cidadão que deseja ser beneficiário do programa social deve estar inscrito no CadÚnico. O Cadastro Único reúne informações sobre pessoas em algum tipo de vulnerabilidade socioeconômica. Para se inscrever, existem alguns critérios, e a família deve se encaixar em algum desses requisitos:

Pessoa que vive em situação de rua;
Indivíduo com renda mensal per capita de até meio salário mínimo;
Família com renda total de até três salários mínimos;
Se a renda superar três salários mínimos, a família deve ser, ao menos, contemplada com outros programas sociais.
Cadastro no CadÚnico
O cadastro oficial é realizado no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) do município da família. Contudo, pode-se fazer um pré-cadastro através do aplicativo do Cadastro Único (disponível para Android e iOS), e comparecer até 120 dias na assistência social para confirmar a inscrição.

Quem se apresentar para a inscrição será definido como o responsável pela sua família. Esse cidadão deverá obrigatoriamente portar o título de eleitor e o CPF.

Para cadastrar os demais familiares, deve-se levar algum documento como Certidão de Nascimento, CPF, título de eleitor, Carteira de Trabalho, Certidão de Casamento, etc. Além disso, pessoas indígenas ainda podem levar o RANI (Registro Administrativo de Nascimento Indígena).

Como consultar ou atualizar sua inscrição no CadÚnico
Para consultar a situação do cadastro, pode-se acessar o site do Cadastro Único.

Todos os dados da família devem estar atualizados, pois qualquer mudança não registrada pode prejudicar a inscrição. Então, caso haja mudança de endereço, divórcio ou nascimento de um novo familiar, por exemplo, deve-se ir até a unidade do CRAS mais próxima.

Com informações do site: seucreditodigital

Nenhum comentário:

Postar um comentário