segunda-feira, 5 de dezembro de 2022

Senac oferece 410 vagas para cursos de beleza em MT, Senac e Sebrae falam sobre parceria para estimular o empreendedorismo


 


Foto: Reprodução
 pensou fazer um curso gratuito e, ainda por cima, sair com insumos e equipamentos para começar a trabalhar e ter sua própria renda? Esta oportunidade está sendo ofertada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial em Mato Grosso (Senac-MT), que além de garantir capacitação profissional, possibilita, de forma imediata, inserção do aluno no mercado de trabalho.

 

Leia também -Duas jovens morrem em acidente na MT-130, em Primavera; amigas ficaram feridas

 

No total, são 410 vagas em cursos de beleza e estética, distribuídos em sete municípios mato-grossenses, informa o diretor regional do Senac-MT, Edson Dahmer. "Foram abertas 21 turmas de diversos títulos nas cidades de Rondonópolis, Sinop, Sorriso, Tangará da Serra, Primavera do Leste, Barra do Garças e Colíder”, destaca ele.

 

Os cursos ofertados são: "‘Escova e Modelagem’, ‘Técnicas de Depilação’, ‘Cortes de Cabelo Masculino e Técnicas de Barbear’, ‘Embelezamento das Mãos e dos Pés’, ‘Design de Sobrancelhas e Depilação Egípcia’, ‘Massagem Modeladora e Turbinada’ e ‘Técnicas de Maquiagem’”, elenca o dirigente.

 

Ao final das aulas, todos os participantes ganharão um kit com equipamentos e materiais relacionados à formação para já poderem começar a trabalhar e gerar renda própria.

 

“Para as turmas de ‘Escova e Modelagem’, destinaremos avental, escovas de cabelo, pranchas e secador de cabelos. Os kits dos alunos dos cursos de ‘Cortes de Cabelo Masculino e Técnicas de Barbear’ irão conter capa para cortar cabelo, tesoura de fio naval, máquina de corte e para acabamento, lâminas para barbear e navalhetes. Adquirimos também cremes e óleos de massagem, alicates, lixas, esmaltes, ceras depilatórias, itens de maquiagem, entre outros diversos materiais que comtemplarão todos os cursos e especialidades atendidas”, detalha Dahmer.

 

O investimento na capacitação profissional da população é feito por meio do Programa Senac de Gratuidade e, de acordo com o presidente do Sistema Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, possibilitará que o aluno consiga garantir renda no início da carreira profissional.

 

“Um dos mercados que mais cresce no Brasil e no mundo é o da beleza e estética. A formação desses mais de 400 trabalhadores pelo Senac-MT atende um dos propósitos do Sistema Fecomércio-MT, que é o da promoção social e do compromisso com a cidadania. Eles poderão sair das salas de aulas e ir direto para salões de beleza e clínicas de estética, começar a trabalhar em casa ou dar início ao próprio negócio, movimentando e fomentando a economia mato-grossense”, destaca Wenceslau Júnior.



Sobre o encontro de senac e sebrae

Encontro discutiu a possibilidade de uma parceria para desenvolver as startups


O diretor da Divisão de Educação Profissional (DEP) do Senac/SE, Adalberto de Souto, o gerente Núcleo de Novos Mercados e Inovação da instituição, Marco Gonçalves, e o diretor Administrativo Financeiro, André Gusmão, estiveram reunidos com Lara Andrade, gestora de startup, e Katiuscia Alves, gerente de Soluções Empresariais do Sebrae/SE. O encontro, que contou com a participação de técnicos das diversas áreas do Senac, foi para dialogar sobre a possibilidade de uma parceria para desenvolver as startups e estimular o empreendedorismo no Estado.

Reprodução/Senac SEReprodução/Senac SE
“Queremos unir as ideias novas que surjam no Sebrae e no Senac, e a missão de cada instituição. A nossa, que é educar para o trabalho, e a do Sebrae, que é transformar o empresário em protagonista. E isso gerará benefícios para a sociedade, já que quem empreende acaba gerando emprego e renda”, comenta Marco Gonçalves.

Esta é a segunda reunião entre representantes das duas instituições para planejar como será desenvolvida a parceria, estabelecendo as atribuições de cada parte, envolvendo inclusive alunos do Senac.

“Estamos vendo inclusive a realização de algum evento que possa estimular a inovação. Os alunos do Senac, que são nosso público, têm ideias boas, modelos de negócios que se encaixam numa startup e ainda nem sabem disso. E essa conexão do Sebrae com o Senac é muito importante para isso, porque vamos sensibilizar esses alunos, estimular a participação em eventos onde possam desenvolver ideias que mais adiante sejam de fato uma startup, e nós vamos acompanhar toda essa trilha”, reforça Lara Andrade.

 De acordo com o diretor da DEP, Adalberto Trindade Souto, o aluno ao concluir o curso passa a ter uma formação técnica, mas necessita dessa formação profissional empresarial e empreendedora.

“Os alunos que tiverem essa vocação, nós encaminharemos para que o Sebrae dê essa continuidade e eles se tornem empresários de sucesso. Pesquisas mostram que grande parte dos pequenos negócios não consegue sobreviver a partir do terceiro ou quarto ano de criado. Se esses pequenos empreendedores tiverem uma formação técnica e apoio administrativo terão negócios competitivos”, destaca.

Reprodução / Senac/SebraeReprodução / Senac/Sebrae
Para André Gusmão, uma reunião com representantes das instituições do Sistema ‘S’, intensifica a integração e amplia possibilidade de atuação.
“Nós temos o Sebrae, o Sesc, o Senac, o Senai e o Sesi, que são instituições que fazem parte deste grande ecossistema que forma o sistema ‘S’ e a integração é o mais importante de tudo. As duas gerentes do Sebrae, Lara Andrade e Katiuscia Alves, estiveram aqui justamente para estreitar essas relações entre as entidades. Nós formamos um profissional e o Sebrae acolhe esse profissional para que ele possa desenvolver a sua força empreendedora. Quando unimos as duas missões, o nosso cliente, que é o nosso estudante, o nosso egresso, ele pode ter um futuro mais consistente”, enfatiza.

Fonte: Assessoria de comunicação 

Nenhum comentário:

Postar um comentário