terça-feira, 20 de dezembro de 2022

Correio Talks discute como o Sebrae-DF usou a inovação para vencer na pandemia


 
Foto: Reprodução
A pandemia causada pelo novo coronavírus desencadeou um cenário alarmante para os empresários do Distrito Federal. Em junho de 2020 — quatro meses após o governador Ibaneis Rocha (MDB) decretar o primeiro lockdown na capital —, o número de desempregados chegou a 327 mil. Essa taxa diminuiu em 21%, comparado a junho deste ano, segundo mostra a Pesquisa de Emprego e Desemprego no Distrito Federal (PED-DF), do Instituto de Pesquisa e Estatística do DF (IPEDF-Codeplan). O cenário exigiu reinvenção dos microempreendedores e aplicação de técnicas para manter o negócio e alavancar a atividade. Esse foi o assunto debatido em mais uma edição do Correio Talks, promovido pelo Correio Braziliense e mediado pela jornalista Samanta Sallum. O evento contou com a participação do consultor financeiro André Wehbe, do empresário Jony Rebouças e do superintendente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-DF), Valdir Oliveira.

O cenário da covid-19 exigiu que os empreendedores se reinventassem e usassem a determinação e a criatividade em favor próprio para conseguir manter de pé os negócios. Foi diante disso que o Sebrae-DF decidiu investir na capacitação desse público, ministrando consultorias e cursos oferecidos de maneira gratuita pela entidade. No Correio Talks, o superintendente Valdir Oliveira destacou algumas ações da entidade para obter os bons resultados. "A economia do DF sofreu muito com a crise sanitária. Recebi pessoas na minha casa que administravam restaurantes de família há quase 45 anos, mas que precisariam fechar as portas por causa de dívidas. Então, a equipe do Sebrae partiu para uma transformação", destaca.

Com informações do site: correiobrazil

Nenhum comentário:

Postar um comentário