sexta-feira, 23 de dezembro de 2022

CALENDÁRIO COMPLETO 2023 DO BOLSA FAMÍLIA JÁ DISPONÍVEL?


 


Foto: Reprodução

O Bolsa Família continua sendo o principal assunto deste ano e, provavelmente, será o de 2023 também. Nesta semana, o presidente Lula (PT) conquistou um presente para os beneficiários do programa e o valor de R$ 600 deve ser mantido. A seguir, falamos a respeito do calendário completo do benefício. 

Em relação às datas, as parcelas serão pagas no fim do mês, como sempre, e não no início. A expectativa do novo Governo é tentar divulgar o novo calendário e sua forma de pagamento até o final deste ano. Porém, o presidente Bolsonaro (PL) ainda não divulgou o calendário de 2023 do Auxílio Brasil. 

Valor do Bolsa Família em 2023

Em 2023, a ideia do Governo petista era manter os valores atuais de R$ 600 e ainda garantir um possível extra de R$ 150 para condições específicas. A manutenção dos valores foi confirmada nesta última quarta-feira (21). O Governo de Transição trabalhou e está perto de revogar o Orçamento de 2023 enviado pelo atual presidente, nele o Auxílio Brasil volta a ser R$ 405. 

Sobre as regras, a expectativa do Governo Lula é melhorar as regras atuais do Auxílio Brasil e somar com algumas antigas do Bolsa Família. Segundo a comitiva do petista, uma das principais retomadas será em relação às exigências relacionadas à escola e à vacinação das crianças. Com a passagem para o atual benefício essa fiscalização foi encerrada, voltando somente em setembro, após advertência. 

Décimo terceiro do Bolsa Família confirmado?
O Projeto de Lei (PL) nº 625/2022, visa garantir aos beneficiários do Auxílio Brasil uma parcela a mais do benefício. Entretanto, o Governo Bolsonaro não conseguiu realizar esse processo a tempo e as famílias não receberão o décimo terceiro em 2022. A manutenção do PL ano que vem depende do presidente eleito Lula (PT) e ainda não há confirmação sobre o processo.

O Projeto de Lei está em trâmite e é de autoria do senador Alexandre Silveira (PSB). A medida não afetaria todos os beneficiários do programa, a ideia era liberar apenas mulheres chefes de família. Os valores seriam divididos em dois meses, 50% do valor em junho e 50% em dezembro.


Com informações do site: canalconsultapublica

Nenhum comentário:

Postar um comentário