terça-feira, 20 de dezembro de 2022

CadÚnico 2023: veja como se inscrever para receber o Bolsa Família de R$ 600


 

Foto: Reprodução
Aqui no NoDetalhe, você poderá conferir todos os detalhes de como se inscrever para o CadÚnico 2023 para ter acesso ao Bolsa Família de R$ 600 reais. Você poderá conferir também quem tem direito a entrar, quais são os benefícios e como consultá-lo.

O Que é o CadÚnico?
O CadÚnico, ou Cadastro Único, foi criado pelo Governo Federal em 2001 e tem como objetivo identificar, catalogar, selecionar e integrar todas as famílias brasileiras de baixa renda que vivem atualmente na pobreza ou em extrema pobreza, com as pessoas que são cadastradas no CadÚnico podem ter acesso a uma série de benefícios que estão listados mais abaixo.

Todas as pessoas que desejam ter acesso a Assistência Social precisam estar obrigatoriamente cadastradas no CadÚnico, e com os dados registrados, o governo federal pode assim criar planos de auxílio para melhorar a qualidade de vida das famílias que possuem rendas baixas ou inexistentes.

Além disso, no dia 07 de dezembro, o Senado aprovou o Pec de Transição, que é uma medida que permitirá que o governo mantenha o Auxílio Brasil de R$ 600 reais, que a partir de 2023 deverá ser chamado novamente de Bolsa Família. Porém, é preciso que a proposta passe pela Câmara dos Deputados para ser avaliada em dois turnos, e caso seja aprovada, em 2023 poderemos ter o Bolsa Família com R$ 600 reais.

Vale também ressaltar que o novo Bolsa Família de 2023 poderá trazer alguns antigos requisitos do antigo Bolsa Família, como a Comprovação de Vacinação Infantil, a Comprovação de Frequência Escolar e Critérios de Composição Familiar, com o benefício podendo variar com a quantidade de pessoas na família.

Benefícios do CadÚnico
Confira a seguir uma lista completa dos benefícios que o CadÚnico disponibiliza para as pessoas que estão cadastradas no programa.

Auxílio Emergencial;
ADA (Ação de Distribuição de Alimentos);
BCP (Benefício de Prestação Continuada);
Carteira do Idoso;
CEBAS-Educação (Concessão de Bolsas por Entidades com Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social com atuação na Área de Educação);
Créditos Instalação no Programa Nacional da Reforma Agrária;
Facultativo Baixa Renda;
Identidade Jovem (ID Jovem);
Isenção da taxa de Inscrição em Concursos Públicos;
Isenções na taxa de inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM);
Plano Progredir (Programa Nacional do Microcrédito Produtivo Orientado);
Programa Bolsa Família;
Programa Criança Feliz;
Programa Erradicação do Trabalho Infantil;
Programa Cisternas – Programa Nacional de Apoio à Captação de Água de Chuva e Outras Tecnologias Sociais de Acesso à Água;
Programa Fenômeno às Atividades Produtivas Rurais;
Programa Minha Casa, Minha Vida / Casa Verde Amarela;
Programa Nacional de Crédito Fundiário;
Programa Nacional de Reforma Agrária;
Sistema de Seleção unificada (Sisu ou Lei de Cotas);
Tarifa Social de Energia Elétrica;
Telefone Popular (Acesso Individual Classe Especial);
Programa de Urbanização de Assentamentos Precários;
Projeto Dom Hélder Câmara;
Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES);
Serviços Socioassistenciais.
Outra coisa que vale ser destacada, é que estar cadastrado no CadÚnico não garante que a família receberá o Bolsa Família. Na verdade, as famílias cadastradas serão colocadas em uma lista do governo junto como outras famílias cadastradas que poderão receber o auxílio caso o governo tenha recursos suficientes.

Quem pode se inscrever no CadÚnico 2023?
Para que alguma família possa se inscrever no CadÚnico, é necessário que ela se encaixe nas condições listadas abaixo:

Famílias que recebem até meio salário mínimo por pessoa;
Famílias que possuem uma renda mensal de até 3 salários;
Famílias que recebem mais do que as duas mencionadas anteriormente, mas estejam vinculadas em algum programa que utilize o Cadastro Único.
Como se Inscrever no CadÚnico 2023?
Para que uma família possa se inscrever o CadÚnico, é necessário que ela tenha pelo menos um dos documentos listados a seguir para cada membro da família: CPF, Carteira de Trabalho, Título de Eleitor, Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento, Carteira de Identidade (RG) ou Certidão Administrativa de Nascimento Indígena (RANI). Também é necessário ter em mão um comprovante de residência recente, como uma conta de luz ou de água de até 3 meses atrás.

O Cadastro no CadÚnico pode ser realizado através do aplicativo, pela internet ou por um posto do CadÚnico na sua cidade. E vale destacar que o aplicativo serve somente para fazer o pré-cadastro da família, que é uma etapa opcional e serve para agilizar o atendimento. Mas, vale ressaltar que, caso a pessoa opte por realizar o cadastro pelo aplicativo, ela precisa comparecer a um posto do CadÚnico em até 120 dias.

Confira a seguir o passo a passo de como se cadastrar no CadÚnico pela internet:

Baixe o aplicativo no seu celular ou então acesse o site do Cadastro Único;
Depois, selecione a opção para cadastrar a sua família, insira todos os dados solicitados e certifique-se de ler todas as informações com atenção;
Depois do pré-cadastro estar concluído, separe todos os documentos necessários para prosseguir;
Vá até um posto do CadÚnico na sua cidade após até 120 dias para concluir o cadastro;
Realize a entrevista de cadastramento durante o atendimento para responder e esclarecer a situação da sua família atualmente;
Caso a sua família se encaixe nos critérios para a inscrição no CadÚnico, aguarde até receber o seu número de identificação social (NIS), que pode levar até 48 horas.


Com informações do site: nodetalhe

Nenhum comentário:

Postar um comentário