terça-feira, 20 de dezembro de 2022

Auxílio Brasil 2023: Calendário de Janeiro começa no dia 18; Veja datas


 
Foto: Reprodução
Mais de 21 milhões de famílias fazem parte do programa Auxílio Brasil atualmente e esse público já pode consultar as datas de pagamento para o mês de Janeiro. O primeiro pagamento do ano está previsto para cair na conta dos beneficiários a partir do dia 18 para inscritos com NIS final 1.

Com a transição entre governos, os programas de transferência de renda devem sofrer algumas mudanças, mas algumas coisas devem permanecer iguais. Por exemplo, o calendário do Auxílio Brasil 2023 já foi definido e seguirá o mesmo padrão dos anos anteriores, com depósitos nos últimos 10 dias úteis.

A forma de cadastro também deve permanecer igual, com a seleção das famílias ocorrendo por meio do Cadastro Único (Cadúnico), principal base de dados do governo federal.
Datas do Auxílio Brasil em Janeiro
De acordo com o calendário do Auxílio Brasil para 2023, enviado pelo governo aos gestores municipais, o pagamento da primeira parcela do ano ocorrerá a partir de 18 de janeiro para os inscritos com NIS final 1.

A dinâmica de depósitos foi herdada do programa Bolsa Família e, por isso, mesmo que o programa volte a vigorar com o nome antigo, o calendário de pagamentos deve permanecero mesmo.

Veja abaixo o cronograma do Auxílio Brasil em janeiro de 2023:

18 de janeiro - depósito para inscritos com NIS final 1;
19 de janeiro - depósito para inscritos com NIS final 2;
20 de janeiro - depósito para inscritos com NIS final 3;
23 de janeiro - depósito para inscritos com NIS final 4;
24 de janeiro - depósito para inscritos com NIS final 5;
25 de janeiro - depósito para inscritos com NIS final 6;
26 de janeiro - depósito para inscritos com NIS final 7;
27 de janeiro - depósito para inscritos com NIS final 8;
30 de janeiro - depósito para inscritos com NIS final 9;
31 de janeiro - depósito para inscritos com NIS final 0;
Assim como funciona atualmente, o beneficiário terá 120 dias (4 meses) a contar da data de depósito na conta para fazer o saque do dinheiro. Os valores podem ser movimentados com o Cartão do Auxílio Brasil ou por meio do aplicativo Caixa Tem, para pagamentos, transferências, pix e saque sem cartão.


Auxílio Brasil tem aplicativo para consulta pelo CPF
As famílias que já estão habituadas a utilizar o app do Auxílio Brasil para consultar o calendário de pagamento, valores e extratos dos benefícios poderão continuar usando a ferramenta.

A consulta do Auxílio Brasil pelo CPF deve ficar disponível a partir da primeira semana de janeiro, quando a Caixa finalizar o processamento do desconto do empréstimo consignado e a Dataprev liberar a folha de pagamento com todos os aprovados.
A consulta fica disponível no aplicativo do Auxílio Brasil e para saber se foi aprovado basta preencher CPF e senha. Além do resultado, o app do programa informa também o valor da próxima parcela e a data em que o dinheiro será depositado na conta.

Auxílio Brasil GovBR para celulares Android - baixe aqui.
Auxílio Brasil GovBR para celulares com sistema iOS - baixe aqui.
Outro aplicativo que oferece a consulta ao pagamento do Auxílio Brasil é o app Caixa Tem. As famílias que recebem em conta poupança podem verificar se o valor está liberado para saque, conferir o calendário e os serviços disponíveis.
O que deve mudar no Auxílio Brasil no próximo ano?
Além do nome, os beneficiários podem aguardar uma mudança no valor do Auxílio Brasil a partir de janeiro de 2023. Ainda indefinida, a parcela pode ser elevada para R$ 750 pelo governo Lula, mas ainda não se sabe a partir de quando.

Se você acompanha as notícias sobre benefícios sociais aqui no Ache Concursos, já está sabendo que uma decisão importante sobre o programa deve sair nesta terça-feira, 20. A Câmara dos Deputados deve se reunir para votar a PEC da Transição, também chamada PEC do Bolsa Família, que deixa as despesas do programa de fora do teto dos gastos pelos próximos dois anos.

Dessa forma, se a proposta for aprovada, o governo Lula será capaz de manter a parcela média de R$ 600 e criar o benefício adicional de R$ 150 para crianças com idade entre 0 e 6 anos, que foi prometido pelo petista durante a campanha presidencial.
Outra mudança aguardada é um pente-fino nas famílias cadastradas no Auxílio Brasil a partir do próximo ano. Na reta final deste ano o programa passou a realizar investigações sobre possíveis fraudes envolvendo famílias unipessoais, formadas por uma pessoa só, e o recebimento indevido do Auxílio Brasil.

Um pedido foi enviado pelo governo Bolsonaro à equipe de transição para retirar cerca de 2,5 milhões de famílias que estariam cadastradas irregularmente na folha de pagamento do programa. Novas informações devem ser divulgadas a partir de 1º de janeiro, quando houver a troca oficial de governos.

Com informações do site: acheconcursos

Nenhum comentário:

Postar um comentário