domingo, 27 de novembro de 2022

Novo número do RG impressiona brasileiros em todo o país


 


Foto: Reprodução

A Câmara-Executiva Federal de Identificação do Cidadão (Cefic) publicou novas regras para a emissão da Carteira de Identidade Nacional (CIN). Desse modo, de acordo com o regulamento, o documento deve conter informações como: o nome do estado de expedição e de sua respectiva Secretaria de Segurança Pública ou instituição de identificação.

Além desses dados, na CIN deve constar o nome do cidadão e o nome social, caso tenha, incluindo também os seguintes dados:

CPF (Cadastro da Pessoa Física);
Data de nascimento;
Sexo;
Nacionalidade;
Naturalidade; e
Validade.

Novo RG
A CIN já pode ser emitida em algumas unidades da federação desde o mês de agosto. Os moradores desses locais podem solicitar a nova versão do Registro Geral (RG), que terá apenas o CPF como número.

Vale adiantar que esta é uma das principais mudanças com relação ao documento antigo, que era emitido com números diferentes conforme o Estado de origem. Na teoria, o cidadão poderia ter até 27 registros diferentes, conforme a quantidade de unidade do país.

Em outras palavras, a CIN foi lançada para unificar a identidade através do CPF. Além dessa, outras mudanças foram implementadas no novo modelo, todas com a intenção de melhorar o dia a dia do cidadão brasileiro. Veja as principais a seguir:

Em primeiro lugar, autenticação do documento através do QR Code;
Ademais, biometria obrigatória (impressão digital da pessoa);
Identificação se o titular é doador de órgão ou não;
Constará a naturalidade do cidadão;
Adoção do padrão internacional código MRZ (mesmo código que contém nos passaportes);
Presença do grupo sanguíneo e fator RH no documento;
Uniformização da Carteira de Identidade para todo território nacional.
Com relação ao prazo de validade da CIN, varia de acordo com a idade do cidadão. Confira:

5 anos: para crianças entre 0 a 12 anos;
10 anos: para pessoas entre 12 a 60 anos incompletos; e
Indeterminada: para idosos com mais de 60 anos.
Onde posso emitir a nova identidade?
Até o momento, podem solicitar a emissão do novo RG os cidadãos que moram nos seguintes Estados: Rio Grande do Sul, Acre, Goiás, Minas Gerais, Paraná e no Distrito Federal. As demais unidades da federação devem adequar seus sistemas até o dia 6 de março de 2023.

“Gradativamente, deixaremos de ter uma carteira de identidade para cada estado. São 26 estados e o Distrito Federal, cada um com sua carteira. Isso vai acabar. Haverá uma identificação única do cidadão”, disse o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Luiz Eduardo Ramos.

Além disso, apenas os cidadãos que estiveram com o CPF regular poderão receber a nova versão da identidade. Isso porque, caso tenha qualquer pendência no documento não será possível ter a emissão da CIN, uma vez que o cadastro será o seu número principal.

Com informações do site: NOTICIASCONCURSOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário