domingo, 27 de novembro de 2022

Atenção brasileiros! tem essa moeda em casa? ela pode ser vendida por mais de R$ 5 mil


 
Foto: Reprodução

Nos últimos anos, o mercado de compra e venda de notas e moedas raras tem crescido no país. Os colecionadores desses itens, os chamados numismáticos, buscam diariamente uma nota ou uma nova moeda para completar sua coleção. Por causa disso, eles são capazes de pagar altas somas pelas coisas.


Entre os itens que estão sendo trazidos atualmente está uma moeda de R$ 1 lançada em 2017. O objeto é pesquisado devido a um erro de impressão, que o deixou bifacetado. Em suma, ambos os lados da moeda são a coroa. Como resultado, em algumas circunstâncias, é possível vender a moeda por até R$ 5,5 mil.
Uma moeda rara de 25 centavos pode valer até R$ 30 mil

Ao contrário do que muitos imaginam, o hobby de colecionar notas e moedas é muito comum no mundo e até mesmo no Brasil. Milhares de cidadãos brasileiros que participam do mercado de numismática podem pagar somas muito altas por um determinado objeto em seu acervo.



Essas pessoas costumam procurar moedas raras na internet para fazer ofertas muito úteis, como na moeda de R$ 0,25 que pode valer até R$ 30 mil. Para que uma moeda valha todo esse valor por si só, ela deve ser considerada muito rara.



Na prática, o que o torna valioso é um erro encontrado no verso, que apresenta um fantoche da república, que na verdade pertence à moeda de R$ 0,50. No entanto, do outro lado está a impressão comum da moeda.



Moedas raras no valor de R$ 0,50 que podem valer até R$ 1.800

Duas moedas raras no valor de R$ 0,50 podem equivaler a uma pequena fortuna. Aqui está o que o torna tão especial:



Moeda rara de R$ 0,50 2012: Alguns colecionadores estão procurando moedas de R$ 0,50, lançadas em 2012 com um erro gravíssimo, sem zero. Com isso, o valor do item pode chegar a R$ 1,8 mil no mercado;



Moedas raras de US$ 0,50 de 1998: A moeda de R$ 0,50, lançada em 1998 para comemorar o cinquentenário da Declaração dos Direitos Humanos, também é exigida pelas moedas. O valor do objeto pode chegar a R$ 450.
Outros itens raros

Moeda de R$ 1: O Banco do Brasil (BC) foi lançado, em 2016, em homenagem aos Jogos Olímpicos, várias moedas temáticas de 1 real. No total, 16 modelos de moedas representando esportes paralímpicos ou olímpicos foram feitos para cada um. Além disso, há os mais valiosos de todos, que honraram a entrega da bandeira.



Nota a partir de R$ 1: O governo federal começou a coletar cédulas famosas de R$ 1 em 2006, que hoje são consideradas raras devido à falta de circulação. Uma nota pode custar R$ 275.



Nota de $5: Um erro de impressão cometido há alguns anos fez com que algumas notas (reais) fossem raras. Inicialmente, entre elas está a nota de R$ 5 rúpias, que pode chegar a R$ 2 mil no mercado para colecionadores. Este erro consiste em um asterisco na frente do número de série.



Nota de R$ 10: Notas plásticas antigas emitidas em 2000 para comemorar os 500 anos da descoberta do Brasil podem custar até R$ 150. Este item está cheio de detalhes sobre a descoberta e o contexto histórico.



Nota de R$ 50: Os colecionadores também procuram a cédula sem a frase: "Graças a Deus", perto da numeração. Além disso, outro item raro é o memorando assinado pelo ministro das Finanças, Fares Arida, que passou alguns meses no cargo. Ambos podem valer até R$ 4 mil.

Com informações do site: redebrasilnews

Nenhum comentário:

Postar um comentário