sábado, 8 de outubro de 2022

AUXÍLIO BRASIL CHEGA TURBINADO E COM NOVA DATA PARA O SEGUNDO TURNO


 


Foto: Reprodução

Com a chegada do mês de outubro, as expectativas para o pagamento de uma nova parcela do Auxílio Brasil aumentam. Neste mês, os beneficiários poderão receber o valor mínimo de até R$ 800 em parcela paga antes do 2º turno das eleições presidenciais.

A parcela do mês de outubro do Auxílio Brasil foi antecipada, assim como feito em agosto, sendo confirmada oficialmente pela Caixa, e no aplicativo Caixa Tem, onde o benefício é repassado, que passou a exibir o calendário do programa com início no dia 11 de outubro, uma semana antes da data que consta no calendário oficial. Confira as datas confirmadas:

Final do NIS 1 – 11 de outubro;
Final do NIS 2 – 13 de outubro;
Final do NIS 3 – 14 de outubro;
Final do NIS 4 – 17 de outubro (liberado no dia 15);
Final do NIS 5 – 18 de outubro;
Final do NIS 6 – 19 de outubro;
Final do NIS 7 – 20 de outubro;
Final do NIS 8 – 21 de outubro;
Final do NIS 9 – 24 de outubro (liberado no dia 22);
Final do NIS 0 – 25 de outubro.
Em entrevista ao programa A Voz do Brasil, o ministro da Cidadania, Ronaldo Bento, afirmou que a pasta busca aprimorar e otimizar o pagamento do benefício, antecipando a parcela sempre que possível. “Para o mês que vem, o mês de outubro, a ideia é também estar nesse processo de modernização e antecipação da folha”, declarou Bento.

Em outubro, o Governo Federal deve fazer o repasse de um adicional de R$ 200 aos beneficiários do Auxílio Brasil que conseguiram um emprego, chegando ao valor mínimo de R$ 800. O bônus de parcela única deverá ser pago a cerca de 30 mil brasileiros, número sete vezes menor que o de beneficiários elegíveis.

O bônus de R$ 200 no Auxílio Brasil para beneficiários que passassem a trabalhar foi prometido em propaganda eleitoral de Jair Bolsonaro (PL) veiculada em setembro. A medida integra as atitudes do governo para impulsionar a imagem do candidato à reeleição para o segundo turno contra Luiz Inácio Lula da Silva, que acontecerá no dia 30 de outubro.

Auxílio Brasil como estratégia
O programa do auxílio Brasil, que é o principal do país, é uma das ferramentas do atual presidente para garantir a reeleição. Concorrendo em um segundo turno no dia 30 de outubro, o candidato usará o auxílio para aumentar sua popularidade entre a população de baixa renda, atingida pelo benefício.

O adiantamento do pagamento, fazendo com que ele se encerre 5 dias antes das eleições, assim como o novo adicional de R$ 200 no mês das eleições ou a inclusão de novos 2,8 milhões de beneficiários nos últimos meses são algumas das atitudes utilizadas como estratégia. O segundo turno será disputado por Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva, que receberam, respectivamente, 48,43% e 43,20% dos votos no primeiro turno, realizado neste domingo (3).

Com informações do site: Consulta Pública

Nenhum comentário:

Postar um comentário