sexta-feira, 16 de setembro de 2022

Valores, datas e regras do EMPRÉSTIMO pelo AUXÍLIO BRASIL. Veja as principais informações do crédito


 


Foto: Reprodução

Entramos em mais uma semana de setembro, e a promessa de que o empréstimo pelo Auxílio Brasil seria liberado este mês ainda não se concretizou. Na verdade, a medida que criou o crédito já foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) desde agosto, mas é preciso uma regulamentação do Ministério da Cidadania para que ela comece a valer.

O empréstimo pelo Auxílio Brasil é um produto inédito trazido para esse público, famílias que vivem com renda máxima mensal de R$ 210,00 por pessoa. São grupos que têm mais dificuldade de conseguir crédito no mercado, principalmente por conta da comprovação de renda. Mas agora, com a criação desta linha terão a oportunidade de receber um dinheiro adicional.

Por se tratar de um consignado, em que as parcelas de pagamento serão debitadas automaticamente do salário, os clientes ganham mais credibilidade nos bancos. Acontece que essa medida também tem sido alvo de críticas de diversos especialistas e até dos próprios bancos, alegando que o produto vai endividar as famílias que já vivem com renda baixa.

O Bradesco, Itaú e Santander, por exemplo, não quiseram ofertar o empréstimo pelo Auxílio Brasil. Para os presidentes do Bradesco e do Itaú, a medida é muito perigosa para esse público, já que vai comprometer 40% da ajuda financeira mensal paga para esses públicos. Por isso, optaram por não liberar crédito aos beneficiados pelo auxílio.

Regras do empréstimo pelo Auxílio Brasil
São justamente as regras do empréstimo pelo Auxílio Brasil que serão definidos pela portaria publicada pelo Ministério da Cidadania. Até o momento poucas informações sobre o assunto já foram liberadas, e os interessados pelo crédito sabem apenas que:

Poderá ser comprometido até 40% do benefício com o pagamento do empréstimo;
As taxas de juros aplicadas não têm valor fixo, dependem do banco;
Não são todos os bancos que vão liberar o crédito consignado;
O prazo de pagamento deve ser em torno de 24 a 48 meses;
O pagamento acontecerá com desconto direto no salário do Auxílio Brasil.
• Compartilhe no WhatsApp
Mais informações, principalmente as que podem definir as taxas de juros e limitar o público alvo, serão liberadas junto com a regulamentação do empréstimo pelo Auxílio Brasil.

Valor liberado no consignado do Auxílio Brasil
Por hora, não existe um valor mínimo que deve ser liberado pelo empréstimo consignado do Auxílio Brasil. O que o cidadão precisa ter em mente é que o valor a ser disponibilizado pelo banco somente será concedido desde que o seu pagamento não comprometa mais que 40% do salário pago mensalmente pelo benefício.

Por exemplo, quem recebe R$ 400 por mês poderá pagar R$ 160 ao mês pelo crédito. Esse é o parâmetro a ser usado para que o banco libere o empréstimo pelo Auxílio Brasil. Por isso, acredita-se que o limite de valor disponibilizado pelo crédito será de:

Em torno de R$ 2 mil a R$ 3 mil.
Estes valores, ainda com a aplicação da taxa de juros, não devem comprometer mais que 40% do pagamento mensal do Auxílio Brasil. E por isso, poderão ser disponibilizados pelo banco ao cliente.

Quando o empréstimo pelo Auxílio Brasil será liberado?
Ainda não existe uma data oficial. A princípio, o ministro da Cidadania, Ronaldo Bento, havia informado que a publicação do decreto que regulamenta o empréstimo pelo Auxílio Brasil aconteceria no início de setembro, mas o prazo já passou. De acordo com a própria Pasta, o que impede a regulamentação é uma discussão a respeito da taxa de juros a ser cobrada.

Enquanto alguns bancos e financeiras já anunciaram uma cobrança em torno de 86% ao ano, o Ministério da Cidadania defende que os juros sejam equivalente ao que é oferecido dentro do consignado. Para aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), por exemplo, o máximo cobrado por mês é de 2,14%.

Especialistas acreditam que como estratégia política do presidente Jair Bolsonaro (PL), a liberação do crédito consignado pelo Auxílio Brasil somente será liberado entre o 1° e 2° turno das eleições de 2022. Previsto para acontecer no dia 2 de outubro para o primeiro pleito, e no dia 30 do mesmo mês para decisão final.

Com informações do site: FDR

Nenhum comentário:

Postar um comentário