sábado, 6 de agosto de 2022

Quem precisa atualizar CadÚnico até este mês? Veja como consultar


 


Foto: Reprodução
Para atualizar o CadÚnico, será necessário que o responsável familiar faça os procedimentos exigidos pelo governo federal.

O governo federal está refazendo as inscrições do Cadastro Único (CadÚnico). Portanto, milhões de beneficiários deverão atender ao chamado para não correrem o risco de perder benefícios atrelados ao registro. Um documento foi divulgado informando quem precisa atualizar o CadÚnico até este mês.

Segundo o governo, essas pessoas se enquadram em situação de averiguação cadastral, ou seja, que possuam informações conflitantes na base de dados. Por isso, o prazo é relativamente curto.

Ainda existem outras pessoas que precisam atualizar o CadÚnico (última renovação em 2016 ou 2017). Todavia, o prazo é maior, indo até o mês de outubro para os benefícios não serem bloqueados e dezembro de 2022 para não serem cancelados.

Quem precisa atualizar CadÚnico em agosto
De acordo com o as regras divulgadas pelo governo federal, o CadÚnico deve ser atualizado até o dia 12 de agosto de 2022 para os seguintes grupos de pessoas:

Famílias com cadastro atualizado, mas que possuem renda mensal per capita entre R$ 210,01 e R$ 606, sendo que há divergência nos dados durante seis messes seguidos.
A partir de julho de 2023, o governo federal começará a excluir as pessoas que não atualizaram o CadÚnico ou que não foram resolver suas pendências dentro do prazo determinado.

Como verificar a situação do CadÚnico
Para saber se será ou não necessário atualizar o CadÚnico, o beneficiário pode verificar sua situação perante o governo federal. Para isso, acesse o Portal do CadÚnico e siga os passos abaixo:

Clique na tela para iniciar;
Em seguida, vá em “Próximo”;
Depois, clique em “Iniciar”;
Vá na opção de “Consulta Completa”;
Informe seu CPF;
Digite a senha do Gov.br (caso não tenha conta, será necessário criar uma gratuitamente).
Pronto. O portal informará sua situação.

O aplicativo do CadÚnico (Android e iOS) também pode fazer o procedimento. Ele também exige conta do gov.br.

Como atualizar CadÚnico
Para atualizar o CadÚnico, o responsável familiar precisa comparecer até uma unidade do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) da sua cidade ou então em algum local autorizado pela Prefeitura do seu município.

Lá, o responsável precisa apresentar o seu CPF ou o Título de Eleitor. Além disso, obrigatório levar ao menos um documento de cada um dos membros da família registrados no CadÚnico. No caso da família são aceitos:

CPF;
Registro Geral (RG);
Certidão de Nascimento;
Certidão de Casamento;
Carteira de Trabalho;
Título de Eleitor;
Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI).
No local, um atendente verificará a documentação e iniciará uma entrevista. Quando ela for concluída, o registro no CadÚnico estará atualizado.

Programas vinculados ao CadÚnico
Vale lembrar que o CadÚnico é uma base de dados que o governo federal utiliza para monitorar a situação socioeconômica de pessoas em situação de vulnerabilidade e também de quem precisa de alguma assistência ou benefício específico. Sendo assim, diversos programas sociais como Auxílio Brasil, Auxílio Gás e a Tarifa Social Energia Elétrica utilizam o registro para incluir beneficiários.

Por isso, é fundamental atualizar o CadÚnico. Confira os programas:

Auxílio Brasil;
Auxílio Gás;
Casa Verde e Amarela;
Tarifa Social de Energia Elétrica;
Bolsa Verde;
Programa de Erradicação do Trabalho Infantil;
Programa Brasil Carinhoso;
Programa de Cisternas;
Fomento – Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais;
Carteira do Idoso;
Benefício de Prestação Continuada;
Telefone Popular;
Carta Social;
Pro Jovem Adolescente;
Passe Livre para Pessoas com Deficiência (PcD);
Isenção de Taxas em Concursos Públicos.


Com informações do site: concursosnobrasil, Carlos Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário