terça-feira, 2 de agosto de 2022

Novo documento de identidade vai funcionar como CNH?


 


Foto: Reprodução
A nova cédula de identidade, ou RG, começou a ser emitida nesta terça-feira (26) no Rio Grande do Sul e, em breve, estados como Acre, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais e Paraná receberão o novo formato do documento.

A nova identidade possui como números identificadores o CPF – seguindo os padrões internacionais, contendo o código MRZ, o mesmo emitido em passaportes – e o número da Carteira Nacional de Habilitação.

Então isso quer dizer que não será preciso andar com a CNH quando for dirigir? Não!

Um não é capaz de substituir o outro porque são documentos diferentes e com legislações distintas. Além disso, o novo RG não contém todas as informações presentes na Carteira Nacional de Habilitação.

A CNH, além da numeração, possui outras informações que identificam o condutor e que precisam ser verificadas nas fiscalizações do órgão de trânsito.

Por isso, o condutor é obrigado a dirigir portanto a CNH física ou digital – que pode ser acessada através do app Carteira Digital de Trânsito, disponível nos sistemas operacionais Android e IOS.

Diferenças novo RG para CNH
O novo formato da Carteira Nacional de Habilitação entrou em vigor no dia 1º de junho. Uma das novidades da habilitação em 2022 é a tradução em três idiomas — português, inglês e espanhol — que facilita o uso do documento em viagens internacionais, por exemplo, e aproxima o Brasil dos padrões internacionais definidos pela Convenção de Viena.

Ainda nos padrões internacionais, a nova CNH conta com o código MRZ (Machine Readable Zone ou Zona Legível por Máquina), o mesmo usado em passaportes.

Além disso, a CNH tem um campo para indicar se o condutor exerce atividade remunerada e outro para anotação de possíveis restrições médicas.

Perto dos dados do condutor terá uma letra “P” para quem tiver a permissão para dirigir ou “D” para quem tiver a carteira definitiva. No outro lado da nova CNH terá um quadro com as diferentes categorias de habilitação, para indicar para quais o portador possui licença.


Com informações do site: Autopapo, Bernardo Castro

Nenhum comentário:

Postar um comentário