sábado, 6 de agosto de 2022

Cidadãos tem MENOS de 10 dias para atualizar o CadÚnico: Não perca seus benefícios!


 


Foto: Reprodução
Para não perderem seus benefícios, cidadãos precisam atualizar suas informações no CadÚnico ainda este mês, isso porque inconsitências no cadastro ou omissão de informações podem gerar cancelamento do recebimento das parcelas.

Quer saber como realizar a atualização e conferir outras informações importantes sobre o tema? Então nos acompanhe abaixo e não perca os detalhes!

Não atualização de dados no CadÚnico pode causar cancelamento de benefícios?
Em síntese, o Cadástro Único (CadÚnico) é o banco de dados oficial do Governo Federal. Portanto, informações como nome completo, escolaridade, idade e até a renda dos cidadãos cadastrados estão disponíveis através do serviço.

Justamente por conta disso o sistema é tão importante, afinal, através dessas informações é possível ajudar brasileiros que necessitam de assistência através de projetos sociais. Por este motivo, o não preenchimento correto ou a falta de informações importantes pode causar o cancelamento de benefícios. Ao manter o cadastro atualizado, as famílias conseguem manter os auxílios do Governo, como o Auxílio Brasil, por exemplo.

Como atualizar as informações?
Ademais, caso o Governo encontre inconsistências em informações concedidas ao CadÚnico, como telefones para contato ou endereço incorretos, ele pode acabar cancelando o benefícios das famílias envolvidas. Além disso, omissão de informações, dados falsos, falecimentos não comunicados de integrantes da família ou dificuldade de localização da família por um período de 48h também podem levar ao cancelamento do cadastro.

Para evitar que isso ocorra, o Ministério da Cidadania está convocando famílias que tenham atualizado o cadastro pela última vez entre 2016 e 2017. Para consultar se suas informações estão corretas, basta seguir o passo a passo:

Acessar o site do CadÚnico (https://cadunico.dataprev.gov.br/#/);
Em seguida, é só clicar na tela para dar início ao procedimento;
Depois, basta clicar em “Próximo” e, posteriormente, em “Iniciar”;
Por fim, basta informar o CPF e senha utilizados para cadastro no Gov.br.
O ideal é que os cidadãos atualizem suas informações na plataforma a cada dois anos, ou pelo menos confiram se está tudo certo, mesmo que as informações não mudem.

Em contrapartida, também é necessário atualizar as informações caso haja nascimento de novos membros na família, morte de um membro, troca de unidade escolar das crianças, aumento ou redução da renda familiar ou mudanã de endereço.


Com informações do site: pronatec, Nicole Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário