sexta-feira, 22 de julho de 2022

Mais crédito: saiba como aumentar o limite do seu cartão Nubank em até US$ 5.000


 
Foto: Reprodução


Conseguir mais um limite em um cartão de crédito nubank pode ser um desafio para muitos consumidores brasileiros. Apesar de todas as facilidades garantidas pelo roxinho, a empresa faz uma avaliação muito detalhada antes de emitir mais crédito.


Para facilitar a excelência e atender parte das necessidades dos clientes, a tecnologia financeira lançou um novo recurso. No entanto, é possível obter até R$5.000  de uma vez só.



O recurso de limite de compilação funciona da seguinte forma: Se você precisar de R$ 500 para fazer uma compra, você pode transferir o saldo da sua conta digital e usar o mesmo valor na função de crédito. Depois de pagar a fatura, o valor fica disponível novamente.



Se você usar menos de R$ 500 na transação, o resto é um limite que pode ser usado para outras compras. Uma vez que a fatura é liquidada, você pode escolher entre manter o valor como saldo ou transferi-lo de volta para a conta.



É útil?



Este trabalho vale a pena em apenas dois casos. A primeira é quando o cliente não tem um limite pré-aprovado, mas precisa fazer uma compra de crédito. A segunda é para quem não recebe crédito pré-aprovado, mas está construindo um relacionamento com o Nubank.



"Este cartão funciona assim por uma razão simples: em vez de negar o acesso a um cartão de crédito, permitimos que você crie um registro de crédito conosco: reservando um limite e pagando sua conta por um tempo, nosso sistema pode realizar uma nova análise futura com base no seu comportamento, e com mais informações, ele lhe dá um limite pré-aprovado", detalha o banco digital.



Passo a passo para adicionar um limite
Abra o aplicativo do Nubank;
Acesso à lista de cartões de crédito;
Clique em "Ajustar o limiar";
Clique em "Reserve como um limite" e digite o valor solicitado;
Confirme a transferência da conta para o cartão.

Deve-se notar que o valor da fatura não é descontado automaticamente, ou seja, é necessário pagar a dívida. Em caso de atraso, o consumidor está sujeito à cobrança de multas, juros e IOF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário