sexta-feira, 22 de julho de 2022

Confira as diferenças na nova CNH e no novo RG, que já estão valendo


 


Foto: Reprodução

O Registro Geral (RG) é um documento essencial de identificação para todo cidadão brasileiro. Já a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) é obrigatória para todos aqueles que queiram pilotar veículos. Ambos passaram recentemente por uma reformulação para maior segurança e praticidade. Dessa forma, conheça agora como tirar o novo RG e a nova CNH.

O que tem de novo no RG?

O novo RG está sendo atualizado gradativamente em cada estado brasileiro, tendo iniciado seu processo de modificação no dia 1° de março de 2022. Os estados receberam um prazo de até 1 ano para conseguirem adaptar seus órgãos para a nova emissão.

Com isso, além das informações padrão do RG, como foto, naturalidade e nome completo, o documento contará com novidades que irão garantir um concentrado de informações apenas no RG, evitando o excesso de papelada e números para decorar. São alguns exemplos de novidades:

Informação se o portador permite doação de órgãos em caso de fatalidades;
Tipo sanguíneo de cada cidadão para facilitar a doação de sangue;
Código MRZ (padrão internacional, presente nos passaportes);
QR code.
Além disso, outra novidade é que a emissão do novo RG será totalmente gratuita. O tradicional número do RG também irá desaparecer, restando apenas o número do CPF. Outra vantagem é que o documento passará a ser mais resistente, não necessitando de trocas constantes.

Para solicitar o novo RG, é necessário ficar atento aos órgãos de seu município para saber se o documento já está em vigor para emissão.

O que tem de novo na CNH?

Diferentemente do RG, a nova CNH já está sendo emitida para todos os motoristas que estão recebendo sua primeira via, ou aqueles que irão fazer a renovação do documento ou emitir uma 2° via.

A responsabilidade pela emissão ainda fica a cargo do Detran de cada estado, e o custo é semelhante ao valor atual. Veja abaixo algumas novidades dessa atualização:

Informações médicas;
Foto do motorista;
Assinatura na parte inferior;
Letra P de “permissão” para quem ainda está com a CNH temporária, e letra D para “definitivo”;
Detalhes aparentes em luz ultravioleta para maior segurança e autenticidade;
Silhueta do tipo de veículo referente à categoria da carteira.


Com informações do site: Expresso do Sertãoescolaeducacao

Nenhum comentário:

Postar um comentário