sexta-feira, 22 de julho de 2022

Auxílio inclusão do INSS pode te garantir uma renda extra de R$ 606; veja como conseguir


 


Foto: Reprodução

Foi criado pelo governo federal o pagamento do auxílio inclusão, destinado aos beneficiários por meio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O objetivo é estimular que os cidadãos sejam inseridos no mercado de trabalho, ao procurar por uma vaga de emprego. No entanto, permanecem assistidos pelo governo.

Fica garantido ao beneficiado o pagamento de meio salário, o que hoje representa R$ 606. O auxílio inclusão do INSS é pago em contra partida ao Benefício de Prestação Continuada (BPC). Já que este outro salário não é permitido para quem trabalha com registro em carteira.

Atualmente, para receber o BPC é preciso comprovar baixa renda de até meio salário mínimo por pessoa da família. Além disso, para idosos ter mais de 65 anos, ou ser pessoa com deficiência de qualquer idade.

Embora o INSS seja o responsável por pagar o BPC, não é preciso ter contribuído para a Previdência Social. O valor pago é de até 1 salário mínimo, R$ 1.212 em 2022. Não há liberação de 13° salário e o beneficiário não deixa pensão por morte.

No entanto, entre os motivos que levam a exclusão do cidadão do benefício, está o fato de possuir alguma outra fonte de renda. Ou seja, estar vinculado a um emprego formal ou possuir empresa.


Com a criação do auxílio inclusão, o beneficiário não fica desassistido ao conseguir uma vaga de emprego. Pelo contrário, o objetivo é justamente incentivar que estas pessoas consigam uma colocação no mercado de trabalho.

Quem tem direito ao auxílio inclusão?

É preciso atenção, ao ser beneficiado pelo auxílio inclusão automaticamente o cidadão é desligado do BPC. Ou seja, não é possível acumular o pagamento dos dois benefícios. 

Enquanto o BPC paga R$ 1.212, o auxílio inclusão libera mensalidade de R$ 606. No entanto, libera o recebimento de outras fontes, o que pode aumentar a renda do cidadão e da sua família.

Para receber o auxílio inclusão é preciso cumprir com os requisitos de:

Receber o Benefício de Prestação Continuada (BPC);
Conseguir vaga em atividade remunerada limitada a dois salários mínimos (atuais R$ 2.424);
Tenha inscrição atualizada no Cadastro Único no momento da solicitação do auxílio-inclusão;
Possuir todos os requisitos exigidos enquanto recebia o BPC;
Tenha inscrição regular no CPF.
Como fazer o pedido do benefício

O governo federal informa que não há necessidade de comparecer a uma agência do INSS para solicitar o auxílio inclusão. O procedimento acontece de forma totalmente online. Para isso, siga o passo a passo:

Entre no Meu INSS;
Clique no botão “Novo Pedido”;
Digite o nome do serviço/benefício que você quer;
Na lista, clique no nome do serviço/benefício “Auxílio inclusão”;
Leia o texto que aparece na tela e avance seguindo as instruções.
Será preciso informar número do CPF, número do benefício e a identificação do cadastro do CadÚnico.


Com informações do site: Expresso do SertãoFDR

Nenhum comentário:

Postar um comentário