segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

Será Mesmo Que Silvio Santos Faliu Um Banco? Entenda O Caso Panamericano


 

Foto: Reprodução

Será que o Silvio Santos faliu um banco? Há Alguns anos, um dos maiores apresentadores do Brasil vendia uma instituição financeira, na época conhecida como Banco Panamericano. Isso, após um escândalo de fraudes ser descoberto. Recentemente, o assunto acabou voltando à tona nas redes. Nesta data (08/01), portanto, o Guia do Ex-Negativado apresenta alguns detalhes sobre o caso e como o famoso apresentador e empresário deu a volta por cima.

Será que Silvio Santos faliu um banco?

Na realidade, o Banco Panamericano só não declarou sua quebra por conta do posicionamento do apresentador/empresário, que garantiu seu patrimônio (hoje estimado em R$ 2 bilhões), para adquirir um empréstimo junto ao Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Todo o problema teve início, quando o banco começou a vender carteira de créditos para outras agências. Nesse caso, quando a venda ocorria, o Panamericano mantinha os créditos no balanço para encobrir os resultados.

Diante disso, a carteira de créditos da agência começou a crescer e os diretores, por sua vez, a lucrar muito com a negociata. Nesse contexto, a agência chegou a estar com um patrimônio em torno de R$ 1,5 bilhões, porém, esse saldo era negativo.

Investigações em torno do caso

Desconfiando de toda a situação, o Banco Central iniciou uma investigação em torno da agência bancária.

Silvio Santos, por sua vez, também foi incluído. Uma vez que era responsável pela instituição. Contudo, vale destacar que o apresentador e empresário não teve nenhum envolvimento com a fraude. Ele foi inocentado.

Mesmo assim, Silvio Santos ofereceu seus bens e fez uma negociação com o FGC, que geralmente oferece um retorno de até R$ 250 mil por instituição e CPF.

Depois da crise, Silvio Santos retirou da empresa todos os envolvidos no caso. E, para não ter mais que lidar com o Banco Panamericano (que teve seu nome mudado para Banco Pan), o apresentador decidiu vendê-lo para a BTG Pactual.

Vale destacar que nenhum dos envolvidos foi preso.

Com informações do site:  diarioinformativobr