sábado, 8 de janeiro de 2022

iFood lança programa de talentos com bolsas de estudo para negros


 

Foto: Reprodução
Para promover a inclusão social e a equidade racial no mercado de trabalho, a plataforma de delivery iFood, em parceria com a edtech de negócios Be Academy, lançou o programa Talentos da Nova Economia - Pessoas Negras, voltado à capacitação da população negra. São 250 bolsas de estudo oferecidas, os interessados têm até 21 de janeiro para se inscrever.

As bolsas de estudo são para pessoas com interesse em desenvolver competências e habilidades da chamada nova economia e é focada nos profissionais das áreas de administração, contabilidade, economia, direito, engenharia, comunicação, relações públicas, relações governamentais ou correlatas. O material oferecido tem 54 horas de conteúdo on-line e 12 aulas ao vivo, divididos por módulos. A formação está prevista para ocorrer entre fevereiro e abril deste ano. Oferecida para todo o país, a ação é toda custeada pelo iFood, em parceria com a Be Academy, que elabora a metodologia dos cursos com aula online e seleciona os candidatos.

Bruno Pinheiro, o CEO e fundador da Be Academy explica que o objetivo é impulsionar a capacitação de pessoas negras no mercado. “Queremos mostrar o caminho para a nova economia preparando essas pessoas para atuarem em qualquer empresa dentro deste ecossistema”, comenta.

Segundo Renata Baccarat, diretora de recursos humanos do iFood, o Talentos da Nova Economia - Pessoas Negras faz parte de uma série de iniciativas da companhia, que visam sanar a desigualdade no Brasil. “Estamos animados com essa parceria que está muito de acordo com o nosso compromisso de inclusão de ter 50% de mulheres na liderança, 30% de pessoas negras na liderança, 35% de mulheres na alta liderança e 40% de pessoas negras no IFood”, explica ela.

Pessoas pretas e pardas de todo o país podem se candidatar para o Talentos da Nova Economia - Pessoas Negras pelo link oficial do projeto. As inscrições estarão abertas até 21 de janeiro de 2022 e todas as informações sobre os critérios de seleção também podem ser encontradas na página do projeto.

Com informações do site: Correio Braziliense