quinta-feira, 6 de janeiro de 2022

CNH 2022, IPVA e DPVAT: reveja as alterações para esse ano


 


Foto: Reprodução

Estamos apenas nos primeiros dias do ano, porém as novidades já são muitas. Em 2022 a CNH nacional terá modificações e será repaginada, o IPVA ficará mais caro e o DPVAT não será cobrado. Veja os detalhes sobre os assuntos.

Novidades de 2022: aumento do IPVA, a nova CNH e o DPVAT
O início do ano está bem agitado no que diz respeito às mudanças que acontecem no segmento automotivo. O já esperado aumento do IPVA já está sendo divulgado. Além dele, a CNH também contará com mudanças, bem como o DPVAT, veja!

Nova CNH chega em junho de 2022
A Carteira Nacional de Habilitação ganhará novo formato a partir de junho de 2022, segundo o Contran. A nova versão do documento ainda passará a seguir o padrão internacional. A substituição não será obrigatória e acontecerá gradativamente através das emissões de novos documentos, bem como renovações.

Além disso, o condutor agora poderá escolher se quer emitir o documento em papel. Caso negativo, estará libero o uso apenas digital. Além disso, trará a identificação do documento em línguas estrangeiras (por exemplo, em inglês e francês) na parte superior do documento.

IPVA 2022 mais caro
Além da divulgação da noticia da nova CNH, outro assunto em alta é o aumento do IPVA. De forma geral, os brasileiros pagarão a mais no tributo esse ano no comparativo com os períodos anteriores. Isso acontece devido ao aumento que atingiu a tabela de preços em todo o setor automotivo ano passado, inclusivo os carros seminovos e usados.

Segundo levantamento da Fipe, os carros ficaram em média 31,8% mais caros no comparativo com os valores de 2021.

O Garagem360 tem acompanhado de perto todos os assuntos que diz respeito ao imposto. Como por exemplo as medidas implementadas em cada estado como forma de conter os tributos, bem como os calendários de pagamento conforme divulgados.


DPVAT não será cobrado
Por fim, o Seguro DPVAT não será cobrado pelo segundo ano consecutivo. O seguro contra Danos Pessoais por Veículos Automotores Terrestres, popularmente conhecido como DPVAT não será arrecadado esse ano, assim como aconteceu em 2021.

Para que a decisão fosse tomada, os Órgãos regulamentadores afirmam que ainda há caixa o suficiente para que a taxa não seja cobrada em 2022. Ainda em 2021, quando a Caixa Econômica Federal ficou encarregada de indenizar as vítimas através do DPVAT, a mesa recebeu um fundo de em média R$ 4,2 bilhões da Seguradora Líder, antiga responsável pela indenização.

O CNSP informou que “tem efetuado reduções anuais sistemáticas no valor do prêmio como forma de retornar, para os proprietários de veículos, estes recursos excedentes, já tendo, inclusive, estabelecido valor igual a zero, para todas as categorias tarifárias, para o ano de 2021. Tal decisão promove a devolução à sociedade dos excedentes acumulados ao longo dos anos, devolvendo-os para a sociedade. Sem nova arrecadação, a tendência é que esses recursos sejam consumidos com o pagamento das indenizações por acidentes de trânsito ao longo do tempo.”

Com informações do site: garagem360