sexta-feira, 10 de dezembro de 2021

Veja se você pode receber o PIS/Pasep a partir de janeiro


 
Foto: Reprodução

O pagamento do abono PIS/PASEP de 2021 foi adiado em virtude do Programa Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm). O abono começará a ser pago somente a partir de janeiro de 2022. 

Enquanto o Programa de Integração Social (PIS) é destinado aos trabalhadores de empresas privadas, o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP) é voltado aos servidores públicos.

Mas você sabe se está apto a receber esse dinheiro? Quais as regras? Como sacar? Acompanhe a leitura.

O que é o abono PIS/Pasep?
Trata-se de um benefício que o governo federal oferece para alguns trabalhadores. O abono é um valor que pode chegar a um salário mínimo. 

Quem tem direito ao PIS/PASEP?

Tem direito ao abono salarial quem recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais com carteira assinada e exerceu atividade remunerada durante, pelo menos, 30 dias, no ano anterior ao pagamento.

Também é preciso estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). O pagamento do PIS é realizado na Caixa Econômica e casas lotéricas. Já o PASEP é pago pelo Banco do Brasil. 

Quais os valores que você tem direito?
O valor do abono salarial pode chegar ao valor de até um salário mínimo, de acordo com a quantidade de meses trabalhados. Só recebe o valor total quem trabalhou os 12 meses do ano anterior.

Como fazer para realizar o saque?
Para sacar o abono do PIS, o trabalhador que possuir Cartão Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir aos terminais de autoatendimento da Caixa ou a uma casa lotérica. Se não tiver o Cartão do Cidadão, pode receber o valor em qualquer agência da Caixa, mediante apresentação de documento de identificação. 

Maiores informações sobre o PIS podem ser obtidas pelo telefone 0800-726-02-07 da Caixa. 
Mais informações sobre o Pasep podem ser obtidas pelo telefone 0800-729 00 01, do Banco do Brasil.


Com informações do site:  jornalcontabil