terça-feira, 28 de dezembro de 2021

MEI: novo teto de faturamento passa a valer em 2022; confira o valor


 


Foto: Reprodução
Pequenos empreendedores poderão faturar mais em 2022. Um projeto vem sendo analisado pelo poder público e tem como finalidade aumentar os lucros dos Microempreendedores Individuais (MEIs). O grupo passará a ter autorização para um faturamento anual de R$ 130 mil. Entenda os detalhes abaixo.

Se você atua como pequeno empreendedor é preciso ficar atento. Os profissionais autônomos registrados como MEI passarão por mudanças em 2022. Um texto está sem analisado na Câmara dos Depurados e espera ampliar de R$ 81 mil para R$ 130 o faturamento anual da categoria.

Segundo dados do próprio governo, hoje em dia o Brasil contabilizar mais de 11,2 milhões de CNPF’s ativos. Isso implica dizer que a ampliação do faturamento devera fomentar ainda mais os negócios. O valor proposto representa ao menos 55% dos rendimentos das marcas já vinculadas como MEI.

Sendo aprovado o novo limite, espera-se que haja mais formalização da categoria.

Quais são as vantagens de ser MEI?
O programa gerenciado pelo governo federal garante uma formalização mínima para quem atua como autônomo. Uma vez cadastrado, o cidadão passa a ter direito a:

Emissão de nota fiscal;
Auxílio-maternidade;
Previdência Social para o empreendedor e sua família;
Em caso de problemas de saúde, tem direito a afastamento remunerado;
Aposentadoria por idade e invalidez;
Isenção de tributos federais como Imposto de Renda, PIS, Cofins, Imposto sobre os Produtos Industrializados (IPI) e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL);
Participar de licitações;
Juros mais baixos em bancos;

Critérios para se registrar como MEI
Estar dentro da tabela de atividades regularizadas pelo programa;
Não ter sócios no negócio que está sendo aberto;
Não ter outra empresa aberta em seu nome;
Não participar de outro negócio, seja como sócio, seja como administrador.

Passo a passo para se cadastrar como MEI

Clique em “Quero ser MEI” e, em seguida, em “Formalize-se”
Crie uma conta “gov.br” ou acesse com o seu CPF, caso já tenha
Siga as instruções em tela. Nessa etapa, serão solicitados os seus dados pessoais, tais como número de RG e CPF, número da declaração do Imposto de Renda, endereço residencial e telefone de contato
Defina as atividades que serão exercidas, o nome fantasia da sua empresa e informe o local de onde irá trabalhar, por exemplo, de casa, via internet, em um endereço comercial etc
Confira todos os dados informados, preencha as declarações solicitadas e finalize a sua inscrição.


Com informações do site: FDR