quinta-feira, 9 de dezembro de 2021

Estou desempregado e sem renda. Posso receber o Auxílio Gás?


 
Foto: Reprodução

O Governo Federal deve começar ainda neste mês de dezembro os pagamentos do seu Auxílio Gás. O programa vai dar uma ajuda em dinheiro para as pessoas que estão com dificuldades para comprar um botijão de 13kg neste momento. Estima-se que cerca de 5 milhões de brasileiros poderão entrar no benefício.

Uma das dúvidas que ainda circulam pelas redes sociais sobre o tema é a questão do processo de seleção. Uma dessas questões foi publicada nesta semana. “Estou sem emprego e não estou conseguindo formar nenhuma renda. Vou poder entrar nesse Auxílio gás em dezembro?”, perguntou um internauta.

A resposta é sim. Desempregados poderão receber o Auxílio gás normalmente. Mas calma. Não tem vaga pra todo mundo. Assim como qualquer outra pessoa, o indivíduos que não tem emprego também precisam seguir todas as outras regras para entrar no programa em questão. E ainda assim, mesmo depois disso ainda vai ser preciso torcer.

Hoje, de acordo com o próprio Governo Federal, o que se sabe é que esse projeto vai para pessoas que estejam no Cadúnico e que possuam uma renda per capita mensal familiar de até meio salário mínimo. Além deles, o Planalto também vai pagar o dinheiro do programa para quem faz parte do Benefício de Prestação Continuada (BPC). Pelo menos é o que se sabe até aqui.

Vale lembrar, no entanto, que essas não são as únicas regras. De acordo com o próprio Governo Federal, são apenas 5 milhões de vagas para entrar no novo projeto. Essas pessoas serão selecionadas depois de uma espécie de peneira. As novas regras foram apresentadas por um decreto na semana passada.

Quais são as regras?

Na última semana, o Governo Federal publicou uma série de normas por meio de um decreto. Nelas, eles separaram uma espécie de critérios de desempate para usar no processo de seleção do programa.

Família que já estão dentro do Auxílio Brasil terão preferência. Logo depois, eles irão passar a escolher aquelas casas em que a renda per capita seja menor. Por fim, eles irão selecionar os locais em que existam mais integrantes dentro de um lar.

Quando os pagamentos começam?

Ainda não há um calendário oficial para os primeiros pagamentos do Auxílio gás. E isso é de se estranhar já que os repasses do novo programa devem começar a qualquer momento no país. Pelo menos é o que se sabe.

De acordo com informações de bastidores, a tendência mesmo é que os pagamentos do Vale-gás comecem ainda no próximo dia 10. O desejo do Governo é pagar tudo junto com o Auxílio Brasil, que também começa a fazer liberações nesta data.

Quanto o Auxílio gás vai pagar?

O vale-gás não vai ter um valor fixo de pagamento. Pelo menos é isso o que o Ministério da Cidadania está dizendo até este momento. De acordo com eles, o patamar de repasses vai variar de acordo com o preço nacional médio do botijão de 13kg.

A ideia é que o Governo Federal pague pelo menos a metade deste valor para ajudar essas pessoas. Então se a Agência Nacional do Petróleo (ANP) disser que o preço do gás é R$ 100, então o Planalto tem que pagar, no mínimo, R$ 50.


Com informações do site: noticiasconcursos