quinta-feira, 23 de dezembro de 2021

CONFIRMADO! Auxílio emergencial terá rodada extra para ESSE grupo


 
Foto: Reprodução


O Governo Federal ainda não definiu uma data exata para o pagamento de uma cota extra do Auxílio Emergencial. Pelo que se sabe até aqui, o Palácio do Planalto vai liberar quantias para pais solteiros que não receberam o valor duplicado do programa nas primeiras liberações do benefício no ano passado.

Mas há uma questão importante em toda essa situação. Como é que o Governo Federal vai descobrir quem são os pais solteiros que precisam ganhar o valor retroativo. Acontece que no ano passado, esses homens não tinham a opção de se marcar como indivíduos que cuidam sozinhos de filhos menores de idade, assim como as mães podiam fazer.

De acordo com o Ministério da Cidadania, vai ser preciso analisar essa situação no banco de dados do Cadúnico e de outras bases de dados a que a pasta possui acesso. Em primeiro lugar, eles irão verificar quais desses pais não possuem cônjuges. Esse é o primeiro passo da escolha, mas não é o único.

O Ministério também vai analisar se esses pais possuem o mesmo registro de filhos morando com eles. Isso porque não é qualquer homem que pode receber esse adicional. Ele precisa estar cuidando de pelo menos um indivíduo menor de idade dentro da casa. Nesse caso, o Governo vai entender que ele deveria ter recebido o dinheiro.

Por fim, o Ministério também vai fazer uma varredura nas informações dos outros membros da casa desse pai. Se mais alguém do seu núcleo familiar recebeu o dinheiro do Auxílio Emergencial na mesma época no ano passado, então não vai ser possível receber o retroativo. Pelo menos é o que diz a pasta responsável pelos pagamentos.


Com informações do site:  blogdojuares