quarta-feira, 29 de dezembro de 2021

Benefícios do governo para quem perdeu o emprego


 


Foto: Reprodução

Perder o emprego é sempre difícil para um trabalhador, até porque no Brasil para conseguir entrar novamente no mercado de trabalho pode demorar. Atualmente no Brasil existem 13,2% de brasileiros desempregados (13,7 milhões de pessoas). Estar desempregado é não saber como pagar as contas e colocar a comida na mesa.

Quem está passando por esse momento difícil pode ter uma ajuda do governo federal que possui alguns programas destinados aos cidadãos a se manter financeiramente até conseguir uma nova colocação no mercado de trabalho.

Veja os benefícios do governo para quem está desempregado

Para quem perdeu o emprego sem justa causa

Seguro-desemprego

Este benefício tem como finalidade garantir a assistência financeira momentânea ao trabalhador que foi demitido sem justa causa. Será possível receber entre 3 e cinco parcelas de acordo com o tempo trabalhado.

Saque do FGTS

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) garante ao trabalhador demitido sem justa causa sacar integralmente o saldo do Fundo. O empregado também poderá sacar a grana ao término de um contrato temporário de trabalho.

Para quem está desempregado e tem baixos rendimentos

Auxílio Brasil

O novo programa do Governo Federal substituiu o Bolsa Família, e tem como objetivo proteger as famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único (CadÚnico), no entanto é necessário que as pessoas atendam aos critérios de renda exigidos pelo programa, um deles que as famílias estejam em situação de extrema pobreza ou pobreza. O governo promete para 2022 um valor médio de R$ 400 para quem estiver recebendo o benefício.

Tarifa Social de Energia Elétrica

As pessoas que participam desse programa terão descontos na conta de luz, desde que façam parte de famílias de baixa renda. Para participar é necessário estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) ou façam parte do BPC (Benefício de Prestação Continuada).  O trabalhador poderá ter um desconto na conta de luz de 100% graças a um projeto de lei que prevê o cadastramento automático de famílias de baixa renda no Programa Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE) que foi sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro (agora filiado ao PL). Os beneficiados será a população mais vulnerável, essas pessoas receberão uma notificação comunicando o direito aos descontos.

Vale Gás

Esse benefício foi recentemente aprovado pelo governo federal e deverá ajudar as famílias em situação vulnerável a comprar um botijão de gás de 13 kg. O valor será de 50% do preço médio do botijão de gás. O programa ainda não tem um calendário oficial. Para receber o benefício será preciso estar inscrito no Cadastro Único. Segundo o governo, o pagamento deverá começar em dezembro.

Com informações do site: jornalcontabil