sábado, 11 de dezembro de 2021

Atenção! Banco do Brasil, Caixa, Itaú e Bradesco promovem campanhas com descontos de até 95% para renegociação de dívidas vencidas.


 
Foto: Reprodução

Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Itaú estão realizando campanhas de renegociação de dívidas. O Bradesco, por outro lado, recebe clientes interessados em rever as condições para o pagamento de suas dívidas ao longo do ano.


Banco do Brasil

A instituição concede descontos de até 95% para pagamento à vista de dívidas em atraso. A associação pode ser feita até 17 de dezembro por mais de 3,5 milhões de clientes individuais, produtores rurais e pessoas jurídicas que estão em débitos atrasados.


Descontos também são concedidos em taxas de juros e parceladas liberadas em até 100 vezes. A campanha envolve dívidas de crédito pessoal, cartão de crédito, cheque especial e outros. Confira os canais de atendimento:

Agências bb;
Internet banking ou aplicativo;
WhatsApp (61) 4004 0001;
Ligue para a Central 4004 0001 ou 0800 729-0001.


Caixa Econômica Federal

O público "Você no Azul" dá à Caixa promessas de descontos de até 90% no valor da dívida, variando de acordo com o tempo de atraso e tipo de dívida. Mesmo quem tem parcelas de créditos habitacionais pode participar da campanha.


No caso de contratos habitacionais, o banco também se reúne de forma itinerante através do "Caminhão Você no Azul". Confira os canais de renegociação de suas dívidas com a Caixa:


Telefones 4004 0104 (capital) e 0800 104-0104 (demais regiões);
WhatsApp 0800 104-0104;
Casas lotéricas (dívidas de até R$ 5.000).
 

Itaú

A campanha do Itaú tem condições especiais de parcelamento, com possibilidade de prorrogação do prazo de pagamento, além de oferecer descontos e redução nas taxas de juros. As condições são ainda melhores para quem pode oferecer uma entrada maior à vista.



Consulte as condições e negocie suas dívidas com o Itaú Unibanco através de um dos canais abaixo:



Aplicativo Itaú (Android e iOS);
Site fácil de renegociar;
WhatsApp (11) 4004-1144.

Com informações do site:  redebrasilnews