quarta-feira, 22 de dezembro de 2021

Abono do PIS/Pasep em dobro pode pagar em janeiro até R$ 2420


 
Foto: Reprodução


O pagamento do abono salarial do PIS/Pasep iniciaria em julho deste ano para os trabalhadores de carteira assinada. No entanto, os R$ 20 bilhões do benefício que seriam pagos a esse grupo que trabalhou por pelo menos 30 dias em 2020 foram adiados para 2022. Além disso, há a estimativa de que o benefício referente a 2021 também aconteça em 2022. E assim, o trabalhador pode receber até R$ 2.420. Saiba mais abaixo.

É provável que você goste também:

Abono do PIS/Pasep em dobro pode pagar em janeiro até R$ 2420

A decisão de adiar o pagamento do abono salarial do PIS/Pasep ocorreu após uma reunião da Codefat com os representantes do governo, das empresas e dos trabalhadores. Diante disso, por enquanto não se sabe como vai ser o pagamento do abono salarial de quem trabalhou em 2021.  

O que se sabe até o momento é que o pagamento do PIS/Pasep referente a 2020 ocorrerá em 2022. Já com relação ao benefício de 2021, ainda não há confirmação de como o pagamento acontecerá. Existe a possibilidade do pagamento dos dois anos do abono ocorrer em 2022.

Contudo, o governo ainda não divulgou como vai proceder, nem mesmo o calendário de pagamento. Abaixo, confira quem vai ter direito ao novo saque do PIS/Pasep. Em suma, para ter acesso ao pagamento do abono salarial do PIS/Pasep, o cidadão precisa se encaixar nos seguintes requisitos:

Ter trabalhado com carteira assinada por pelo menos 30 dias no ano-base;
Além disso, o trabalhador pode ter recebido mensalmente, no máximo, dois salários mínimos, em média;
Paralelo a isso, o cidadão precisa estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos;
Por fim, a empresa onde o trabalhador atua precisa informar os dados corretamente ao governo.
Valor do PIS/Pasep
No que diz respeito aos pagamentos, o Ministério da Economia cita que o salário mínimo de 2022 deverá ser de R$ 1.210, por conta do alto índice da inflação. E assim, quem trabalhou 2020 e 2021, durante todos os meses dos anos, pode receber R$ 2.420.

Por outro lado, quem não trabalhou o ano todo, pode dividir o valor de R$ 1.210, por 12 (número de meses de 1 ano). Em seguida, basta multiplicar o resultado, pelo número de meses trabalhados. E assim, chegará ao resultado do valor do PIS/Pasep que terá direito a receber.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Com informações do site: Seu crédito digital