terça-feira, 16 de novembro de 2021

WhatsApp anunciou que vai lançar novo recurso de comunidade; Entenda como vai ser.


 
Foto: Reprodução
O WABetaInfo, portal especializado em notícias do WhatsApp, anunciou mais detalhes do recurso “Comunidade“. De acordo com o portal, a ferramenta que permitirá um novo agrupamento dentro um grupo já existente terá mais opções de controle por parte dos administradores.

A funcionalidade pode ser utilizada em um grupo de turma em que há panelinhas para a realização de trabalhos, por exemplo. “As panelinhas” são os novos grupos criados pelo mensageiro dentro do grupo original.

O novo recurso terá um espaço privado para as conversas protegido por criptografia de ponta a ponta, sistema de segurança do WhatsApp. Desta forma, para diferenciar as comunidades dos grupos, o ícone terá um formato quadrado com as bordas arredondadas.

Além disso, os administradores poderão adicionar novos membros de forma individual, ou por meio de um link, assim como ocorre atualmente com os convites de grupos. Os anfitriões também terão acesso a mais ferramentas controle, ainda não informadas.

Embora o site já tenha divulgado a novidade, muitos detalhes ainda não foram esclarecidos. Vale lembrar que a Comunidade” ainda está em desenvolvimento no WhatsApp beta para Android e iOS. Contudo, ainda não há data para liberação da ferramenta.

WhatsApp pode ser bloqueado com a recusa dos termos

Caso o usuário do WhatAapp ainda não esteja ciente, recentemente havia uma expectativa para que o aplicativo bloqueasse ou limitasse funcionalidades da conta de usuários que não aceitassem a nova política de privacidade.

Porém, o que se sabe agora é que se sabe é que o Whatsapp voltou atrás em sua decisão de bloquear ou limitar essa função.

Dessa forma, aqueles que não aceitaram os “Termos de Serviço”, continuarão utilizando as ferramentas da plataforma. Além disso, as eventuais punições para quem rejeitou os critérios do aplicativo foram suspensas.

Entretanto, de acordo com as últimas divulgações do site WABetaInfo, o não cumprimento da obrigatoriedade em aceitar as condições de privacidade do WhatsApp pode comprometer as contas de perfis empresariais do aplicativo.

Considerando as informações, as contas profissionais que usarem provedores de nuvem do Facebook não receberão mensagens de usuários que não aceitarem os novos termos de adesão. A medida pode impactar negativamente muitas instituições que utilizam o mensageiro com recorrência, como o SAC.

Logo, recusar ter os dados compartilhados com o Facebook pode reduzir o acesso dos usuários em suas contas comerciais.

O que diz o WhatsApp

O WhatsApp informou que seguirá orientando os seus usuários a aceitarem a atualização, inclusive, quando forem utilizar algumas funcionalidades opcionais, como a de se comunicar “com uma empresa que esteja recebendo o suporte do Facebook”.

“A publicação do WhatsApp Beta Info diz que o WhatsApp está trabalhando em ferramentas para cumprir tais promessas e garantir que deixará qualquer pessoa, que ainda não tenha realizado o aceite, faça isso quando quiser usar um recurso relacionado à atualização em questão pela primeira vez”, diz o portal especializado do aplicativo.

Contudo, segundo a companhia, a informações publicada pelo WABetaInfo não procedem ao dizer que o WhatsApp está planejando se pronunciar sobre o assunto, pois, até o momento não existe nenhuma novidade sobre o caso.

Neste sentido, resta aguardar o próximo anuncio da empresa acerca da situação.

Com informações do site: REDE BRASIL