domingo, 28 de novembro de 2021

Senai lança programa gratuito em parceria com Google Cloud


 
Foto: Reprodução

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) lançou nesta terça-feira (23) o programa de formação em tecnologia de nuvem, em parceria com a empresa Google. A colaboração será em conjunto com a Google Cloud Computing Foundations em cursos on-line. As inscrições são gratuitas e vão até o dia 05/12, no link. O programa é destinado a estudantes da área de tecnologia e computação.

As 2 mil vagas oferecidas são para computação em nuvem, que deverá alcançar as maiores cifras de investimento nos próximos anos. Áreas como as tecnologias de transformação digital, como internet das coisas, robótica, big data e inteligência artificial também devem alcançar marcas altas.

Segundo a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), serão R$ 181,9 bilhões até 2024, com um crescimento de 28% ao ano, investidos em serviços, plataformas e softwares que podem ser acessados de qualquer lugar com conexão à internet.

O Google Cloud Computing Foundations é uma série de quatro cursos on-line com carga horária total de 40 horas para apresentar os conceitos da computação em nuvem. Esse ramo da tecnologia da informação (TI) é cada vez mais procurado por empresas. De acordo com um levantamento recente, 80% dos tomadores de decisão das empresas na América Latina reportam faltas deste tipo de talento na hora de expandir seus times.

As aulas serão disponibilizadas a partir de segunda-feira (29) na plataforma Qwik Labs e os estudantes poderão contar com instrutores para tirarem dúvidas. O aluno terá 60 dias para terminar a formação. Todos que concluírem os quatro cursos receberão digital badges, para compartilhar em sua rede e no currículo, e um voucher de desconto para a certificação internacional Cloud Architect. Ao concluir a certificação, eles poderão participar de eventos onde Google Cloud convida estudantes e empresas que estão procurando este tipo de talento para inserção no mercado de trabalho.

Com informações do site: Eu Estudante