terça-feira, 9 de novembro de 2021

Posso aprender a ser produtivo?


 
Foto: Reprodução

Produtividade é uma das palavras mais usadas no mundo corporativo nos últimos anos. Junto com o tema, surgiram diversas técnicas, truques e metodologias que prometem transformar as pessoas em verdadeiras máquinas de produtividade.

As técnicas de otimização de tempo estão ligadas à qualidade das entregas e podem gerar eficiência no fluxo de trabalho.  A gestão de tempo e produtividade são fundamentais para ter organização, alto desempenho e bem-estar no trabalho. Mas é possível aprender a ser produtivo?

Especialista no assunto, Tatiana Vidal, fundadora e gestora da GoAhead Consultoria, empresa especializada na área de educação corporativa com foco no desenvolvimento de habilidades comerciais no mercado B2B, garante que sim. “Nós concentramos nossa experiência adquirida no trabalho com equipes comerciais em um treinamento de Produtividade da GoAhead, em que é possível identificar quais aspectos impedem a pessoa de ser mais produtiva, transformando os seus hábitos, aprendendo a simplificar decisões, filtrar estímulos e, acima de tudo, tirar peso de coisas que roubam sua atenção e energia”, explica.

Um estudo da Rain Group analisou os hábitos e comportamentos de trabalho de 2.377 pessoas. Foi usado um teste estatístico denominado análise de impulsionador-chave para avaliar a relação entre esses comportamentos e a produtividade, bem como o desempenho, a satisfação no trabalho e a felicidade.

O estudo levantou 12 dos comportamentos que foram os principais impulsionadores de produtividade extrema dos participantes. Foram identificadas as pessoas extremamente produtivas, os chamados The XP, que são significativamente mais propensas a fazer suas atividades do que os outros.

Conheça os 12 impulsionadores de extrema produtividade:

Mantenha-se responsável: Faça o que você diz que vai fazer e verifique regularmente a situação.

Seja proativo: conduza sua própria agenda para realizar mais.

Tenha hábitos produtivos em geral: mude seus hábitos para maximizar a produtividade.

Mantenha a energia: priorize atividades que ajudem a reabastecer seu tanque de energia para que você possa continuar.

Multitarefa, mas com cuidado: equilibre as prioridades e tente não se distrair quando estiver se concentrando em uma delas.

Aumente o tempo de investimento: priorize as atividades de maior impacto e concentre-se nelas intensamente.

Entre na zona: “A zona” é um estado de foco e atenção intenso que permite níveis mais elevados de desempenho. Quando você trabalha na zona, está totalmente absorto no que está fazendo.

Comece com a Atividade de Maior Impacto (GIA): Comece o dia trabalhando em suas atividades mais importantes, quando sua energia estiver no auge.

Recuperar quando descarrilado: Todos nós nos distraímos e descarrilamos. Recupere-se rapidamente e volte à tarefa.

Atividades de investimento no calendário: quando você coloca algo em seu calendário, é mais provável que o faça.

  Reserve tempo para trabalhar em atividades que gerem um retorno desproporcional.

Ter metas escritas: Defina suas metas. Se você não sabe o que quer ou para onde está indo, é fácil girar as rodas.

Não reaja às agendas dos outros: seja o mestre de sua própria agenda, aprendendo a dizer não.

Fundada há 10 anos, a GoAhead Consultoria atua em educação profissional contemporânea, focada no desenvolvimento comercial e comportamental. 

 
Com informações do site:  jornalcontabil