terça-feira, 9 de novembro de 2021

Plataforma criada pelo Banco Central e Febraban promete ajudar consumidores


 
Foto: Reprodução

A fim de auxiliar na educação financeira dos brasileiros, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), em parceria com o Banco Central, lançou na última quarta-feira (3) a plataforma Meu Bolso em Dia, contribuindo para o controle de gastos de acordo com o perfil do consumidor.

A plataforma é disponibilizada de forma gratuita na internet, com jogos estratégicos possibilitando uma navegação de fácil compreensão, divertida e focada em alcançar resultados transformadores no bolso de cada usuário.

A trilha de aprendizagem e o conteúdo da plataforma foram criados por especialistas da área de finanças pessoais e comportamento do consumidor, incluindo membros da Comissão de Cidadania Financeira da Febraban.  

Luis Mansur, chefe do Departamento de Engenharia Financeira do Banco Central, explicou que a estratégia foi adotada “visando utilidade e engajamento” pelos usuários. “Procuramos proporcionar alguns incentivos para participação na plataforma. As pessoas têm de sentir que estão sendo recompensadas para passar o tempo necessário na plataforma. Afinal, a competição pela atenção do usuário na internet é ferrenha”, completou.

Plataforma Meu Bolso em Dia ajuda a diagnosticar a situação financeira do usuário

Inicialmente, a plataforma possibilita ao usuário fazer um diagnóstico sobre sua situação, de forma a visualizar seu crescimento econômico e criando um índice de saúde financeira do brasileiro. 

Amaury Oliva, diretor de Sustentabilidade, Cidadania Financeira, Relações com o Consumidor e Autorregulação da Febraban, salientou que “o primeiro passo é um cadastro. Depois menciona quais seriam os objetivos do usuário para então fazer um diagnóstico da saúde financeira, por meio de perguntas simples e objetivas. A personalização da plataforma tem por base diferentes perfis e necessidades diagnosticadas. Todo progresso é medido e diagnosticado, e a evolução é recompensada por incentivos”

A partir de março de 2022, usuários poderão trocar seus pontos acumulados na plataforma em diversas instituições financeiras. “Cada instituição disponibiliza um cardápio de incentivos”, explicou o diretor.


Com informações do site:  seucreditodigital