segunda-feira, 29 de novembro de 2021

Pix Saque e Pix Troco: Agora é possível sacar até R$500 em lojas; veja como


 
Foto: Reprodução
Estão em vigor desta segunda-feira, 29, em diante, as duas novas modalidades do universo financeiro, o Pix Saque e o Pix Troco. De agora em diante, os usuários poderão fazer saques em locais diversos como padarias, lojas de departamento e supermercados, não se restringindo mais a caixas eletrônicos.  

No entanto, o Banco Central (BC), instituição responsável pelo gerenciamento do PiX, informou que a promoção de ambos os produtos é totalmente opcional.

Portanto, cabe aos respectivos estabelecimentos comerciais, empresas proprietárias de redes de autoatendimento e instituições financeiras a decisão sobre liberar ou não o Pix Saque e Pix Troco. 

Pix Saque
O Pix Saque é a modalidade que permitirá aos clientes de qualquer instituição financeira integrado ao sistema financeiro a realização do saque do saldo em conta em todos os estabelecimentos que oferecem este serviço.

É o caso de estabelecimentos comerciais, redes de caixas eletrônicos compartilhados e participantes do sistema de pagamentos instantâneos através de serviços de autoatendimento próprio. 

Mas para acessar o saldo em espécie, o cliente precisará fazer um Pix para o agente que irá liberar o saque. A dinâmica é equivalente a um Pix eventual, e pode ser feita tanto pela leitura do QR Code ou do aplicativo prestador do serviço.  

Pix Troco
Enquanto isso, na modalidade de Pix Troco, a dinâmica não possui nenhuma distinção. No entanto, há um ponto excepcional que o distingue do saque no sentido de que os recursos em espécie podem ser usados para efetuar o pagamento da compra no estabelecimento em questão. 

Neste caso, o Pix feito equivale ao valor total da compra ou serviço prestado, mais o saque. No extrato do cliente, será possível visualizar a quantia equivalente ao saque e à compra.  

Limites das transações
Tanto o Pix Saque quanto o Pix Troco se limitam a transações de, no máximo, R$ 500 durante o dia e R$ 100 das 20h às 06h.

O Banco Central ainda destacou que, ainda assim, os estabelecimentos que aderirem à medida terão total autonomia para trabalhar com limites ainda menores aos valores mencionados, desde que considerem mais adequados às suas condições.  

Tarifas do Pix
O BC aproveitou para explicar que nenhuma cobrança incidirá sobre o Pix Saque e o Pix Troco realizado por pessoas físicas e Microempreendedores Individuais (MEI) por parte da instituição detentora da conta de depósitos ou da conta de pagamento pré-paga para a realização da transação, que se limita a oito por mês.

No entanto, a partir da nona transação, as instituições financeiras são autorizadas a cobrar uma tarifa pela transação.  

Com informações do site: FDR