quinta-feira, 25 de novembro de 2021

PIX: Banco Central altera regras sobre limite de transações; o que muda?


 
Foto: Reprodução
Com recém completado 1 ano, o Pix passa a ter regras alteradas pelo Banco Central, a mudança é referente ao limite das transações.

A partir da última segunda-feira (22), mudanças ocorreram nas regras de uso do Pix, as mudanças restringem a utilização durante a noite e a madrugada. A instrução normativa divulgada pelo Diário Oficial da União, comunica que o Banco Central impôs um novo limite na faixa de horário.  

Em outubro, mais precisamente no dia 4, passou a valer o limite de R$ 1.000 para as transferências e pagamentos realizados por pessoas físicas entre os horários das 20h às 6h. Em caso do cliente desejar uma alteração no período noturno, a necessidade poderia ser solicitada e a alteração valeria para que o período começasse em qualquer horário desejado entre às 20h e às 23:59.

Como o PIX passa a ser a partir de agora?
A alteração não é mais possível diante da nova regra. As opções para os clientes passam a ser das 20h às 6h, ou das 22h às 6h.

De acordo com o Banco Central, a mudança se tornou necessária pela complicação da operacionalização, devido às muitas opções que levaram a cada cliente optar por uma escolha.

Transações em horário noturno
A criação do horário noturno pelo BC é uma tentativa de tornar o Pix uma transação ainda mais segura. Análises evidenciaram o fato de que fraudes e golpes são mais comuns durante os horários da noite e madrugada.  

Empresas não possuem restrição de pagamentos e transferências no horário noturno, a medida vale apenas para pessoas físicas e MEIs (microempreendedores individuais).

As transações noturnas passam agora a ter o limite de R$ 1.000. para subir o limite, o banco  tem um prazo mínimo de 24 horas e máximo de 48 horas para que o valor venha a ser alterado. A medida é uma forma de assegurar que a ação não esteja sendo realizada por criminosos.

Mudanças recentes
Outra mudança recente foi o Mecanismo Especial de Devolução que entrou em vigor nas últimas semanas, a medida garante a rapidez do ressarcimento de valores aos clientes vítimas de golpes ou mesmo falhas operacionais.

Transações suspeitas também podem ser retidas pelo período de 30 minutos de dia e 1 hora no período da noite.

 

Com informações do site: FDR