quarta-feira, 10 de novembro de 2021

Novo saque do FGTS de novembro liberado! Confira


 
Foto: Reprodução
O saque-aniversário já está disponível para os trabalhadores nascidos em novembro. A Caixa Econômica Federal liberou os resgates do saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para os titulares que aderiram a modalidade.

Os trabalhadores podem sacar os recursos até o último dia útil do mês subsequente ao da liberação, neste caso, até dia 31 de janeiro de 2022. Ou seja, o cidadão tem até três meses para resgatar o saldo, caso contrário o valor retornará a conta do titular.

Segundo informações da Caixa Econômica, cerca de 13 milhões de pessoas já aderiram a modalidade do saque-aniversário. A solicitação pode ser realizada pelo aplicativo FGTS, agências da instituição financeiras ou Internet Banking da Caixa.

Vale ressaltar que quem opta pela modalidade perde direito ao saque-rescisão diante demissão sem justa casa. Desta forma, fica apenas liberada a multa rescisória de 40% sobre o valor do FGTS.

Sacar a partir do dia 10 pode ser mais vantajoso
Embora a informação seja desconhecida para a maioria das pessoas, sacar os recursos do saque-aniversário após o dia 10 pode aumentar a quantia. Conforme a lei que regula o FGTS, a partir dessa data o programa realiza um reajuste de 3%.

Desta forma, todo dia 10 de cada mês as contas são beneficiadas com uma atualização monetária. Contudo, o procedimento permite que os trabalhadores saquem seu benefício após a correção dos juros.

Saque integral do FGTS

O FGTS trata-se de uma poupança criada para os trabalhadores com carteira assinada vinculada ao seu contrato de trabalho. Mensalmente o empregador deve depositar uma quantia equivalente a 8% do salário concedido ao funcionário, criando assim o fundo.

Neste sentido, o Fundo de Garantia funciona como uma reserva financeira destinado ao trabalhador em casos específicos. A quantia pode ser resgatada integralmente nas seguintes situações:

Demissão sem justa causa;
Término do contrato;
Rescisão por falência;
Falecimento do trabalhador;
Aposentadoria ou ter mais de 70 anos;
Situação de emergência ou estado de calamidade pública;
Doenças graves ou estado terminal;
Três anos consecutivos desempregado;
Aquisição de casa própria, liquidação ou amortização de dívida ou pagamento de parte das prestações de financiamento habitacional.
Vale ressaltar que para a utilização do FGTS para o financiamento imobiliário só será liberado no âmbito do Sistema Financeiro Habitacional (SFH). Além disso, é preciso que o imóvel e o trabalhador atendam outros requisitos.

O saque pode ser concedido tanto para o titular quanto para o seu dependente diagnosticado com uma das doenças a seguir:

Câncer (neoplasia maligna);
Vírus HIV (Aids);
Estágio terminal, em razão de doença grave (não determinada).
Quem tem direito ao saque integral do FGTS?
Trabalhadores rurais, inclusive safreiros;
Trabalhadores contratados em regime temporário;
Trabalhadores contratados em regime intermitente;
Trabalhadores avulsos;
Diretores não empregados;
Trabalhadores que desempenham atividades no lar;
Atletas profissionais.

Com informações do site: Notícias concursos