quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Mudanças no vale-alimentação preocupam empresas; entenda os motivos


 
Foto: Reprodução

O novo marco trabalhista está preocupando empresas de benefícios, além de empresas do ramo alimentício, já que as regras para o vale-refeição e vale-alimentação estão em estudo para mudanças. De acordo com associações representativas, as alterações podem causar prejuízo ao Programa de Alimentação ao Trabalhador (PAT).

Impacto das mudanças no vale-alimentação
Com essa mudança o trabalhador pode usar o crédito para comprar serviços de streaming, bebidas alcoólicas e até para pagamento de contas. A modalidade ficou bastante popular na pandemia, já que muitos trabalhadores estavam em home office, consequentemente diminuindo o consumo desse valor em restaurantes.

Se o benefício for liberado para uso com outros fins, os restaurantes temem queda no faturamento. Segundo a Abrasel, os vales representam até 90% do faturamento dos pequenos estabelecimentos.

Jéssica Srour, diretora-presidente da Associação Brasileira das Empresas de Benefícios ao Trabalhador (ABBT), explica: “O auxílio deveria ter sido regulamentado e incorporado ao Programa de Alimentação do Trabalhador. Só que isso não aconteceu até hoje!”

Por outro lado, Eduardo del Giglio, CEO e cofudador da Caju (startup que nasceu com uma proposta de trazer inovação para o mercado de benefícios corporativos), afirma: “As mudanças retiram a barreira de entrada e igualam o jogo para nós.”

“Antes a escolha de uma empresa de benefícios se dava por uma razão puramente financeira. Agora, a experiência do trabalhador vai começar a ser relevante”, completa Giglio.

O decreto que descomplica as regras trabalhistas e moderniza o PAT acaba com um dos principais instrumentos dos emissores de vale-alimentação para reter clientes e afastar concorrentes menores: o rebate, semelhante ao cashback.

O normativo também acaba com os arranjos fechados e que fazem com que o cartão de vale-alimentação seja aceito apenas em estabelecimentos cadastrados. 

As alterações no PAT também estendem os critérios para cadastro de estabelecimentos que podem aceitar pagamento com o vale, que antes excluíam food trucks e restaurantes que só atendem no delivery.

Com informações do site: Seu Credito Digital