quarta-feira, 10 de novembro de 2021

Entenda o que muda do Bolsa Família para o Auxílio Brasil


 
Foto: Reprodução
A partir de 17 de novembro, o governo federal começa a pagar o Auxílio Brasil, programa que substitui o Bolsa Família, extinto nesta segunda-feira (8). O novo programa social tem reajuste médio de 17,84% em relação ao Bolsa Família. O valor médio passará de R$ 184,30 para R$ 217,18.

O Auxílio Brasil atenderá o mesmo público do Bolsa Família, que são 14,6 milhões de famílias. Segundo o Ministério da Cidadania, 17 milhões de famílias serão atendidas até o final do ano. O governo prevê elevar o benefício a um mínimo de R$ 400. A definição ficou para dezembro e depende da aprovação da PEC dos Precatórios.

Os dois benefícios são voltados às famílias em situação de extrema pobreza e de pobreza, porém, no Auxílio Brasil, para a família ser considerada em situação de pobreza, é preciso que tenha, entre os membros, gestantes ou pessoas com idade inferior a 21 anos.

No Auxílio Brasil, são consideradas famílias em extrema pobreza as que têm renda de até R$ 100 mensais por pessoa. No Bolsa Família era R$ 89. As famílias em situação de pobreza pelo novo programa são as com renda mensal, por pessoa, de até R$ 200.  Antes, o valor era R$ 178.

O benefício básico, para famílias em extrema pobreza, subiu 12,36%, de R$ 89 para R$ 100. As parcelas variáveis subiram de R$ 41 para R$ 49, uma elevação de 19,51%, e o Benefício Variável Vinculado ao Adolescente passou de R$ 48 para R$ 57, aumento de 18,75%

Com informações do site: istoedinheiro