sexta-feira, 12 de novembro de 2021

Concurso Receita Federal para fronteira reforçado em reunião


 
Foto: Reprodução

O concurso Receita Federal mais uma vez foi pauta de reunião. Dessa vez, o encontro ocorreu no dia 4 de novembro entre um grupo de auditores-fiscais da Receita Federal do Brasil (RFB) que atuam nas áreas de fronteira e a Direção Nacional.

O objetivo foi pressionar pela realização da seleção e por parte dos profissionais do fisco relatar os principais problemas enfrentados pelos filiados nessas localidades. Os servidores cobram por novo certame para permitir o concurso de remoção interno.

No início de 2021, o Sindifisco Nacional apresentou um levantamento apontando que 141 Auditores-Fiscais atuando em regiões de fronteira e de difícil provimento aguardavam remoção.

“Esse é o espaço de tempo mais longo sem concurso, já são sete anos”, disse o presidente do Sindifisco Nacional, Kleber Cabral.

O auditor-fiscal e secretário especial da Receita, José Barroso Tostes Neto, não esteve presente. Devido à isso, sua falta foi sentida pelo sindicato.

O presidente do Sindifisco Nacional solicitou aos subsecretários a agendarem com o secretário Tostes uma reunião com o ministro Paulo Guedes (Economia), com urgência, com pauta específica para tratar do concurso público. Já o subsecretário de Fiscalização, Jonathan José Formiga de Oliveira, defendeu ser estratégico enfatizar que o concurso é para a área aduaneira de fronteira. 

São 699 vagas solicitadas, sendo 230 para o cargo de auditor fiscal e 469 para analista-tributário para um novo certame.

O Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) 2022, elaborado pelo Governo Federal, prevê a relação de 66.654 vagas para provimento no poder executivo. Dessa relação, a Receita Federal pode ser uma das contempladas com novos servidores. Visto que há fortes indícios da abertura de novo edital neste ano ou em 2022.

Com informações do site: GRAN CURSOS