domingo, 28 de novembro de 2021

Concurso ICMBio 2022: confira tudo o que já sabemos sobre o próximo edital


 
Foto: Reprodução

Carreira no ICMBio
Se você deseja conquistar uma vaga no ICMBio é bom já estar de olho nos requisitos que podem compor o edital. Para isso, trouxemos abaixo as exigências constantes no último concurso do órgão, por cargo, além dos requisitos básicos para candidatura.

Requisitos básicos
Ser aprovado no concurso público.
Ter a nacionalidade brasileira ou portuguesa e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, nos termos do § 1º do artigo 12 da Constituição Federal.
Estar em gozo dos direitos políticos.
Estar quite com as obrigações militares, em caso de candidato do sexo masculino.
Estar quite com as obrigações eleitorais.
Possuir os requisitos exigidos para o exercício do cargo, conforme item 2 deste edital.
Ter idade mínima de 18 anos completos na data da posse.
Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo.
O candidato deverá declarar, na solicitação de inscrição, que tem ciência e aceita que, caso aprovado, deverá entregar os documentos comprobatórios dos requisitos exigidos para o cargo por ocasião da posse.
Requisitos específicos para participação
Analista Administrativo: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Analista Ambiental: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

Técnico Administrativo: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau), expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.

Técnico Ambiental: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau) ou curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.

Atribuições dos cargos
Além de conhecer as exigências para cada área, é muito importante que você também fique por dentro da rotina de atividades que devem ser desempenhadas por cada profissional.

Analista Administrativo: exercício de todas as atividades administrativas e logísticas relativas
ao exercício das competências constitucionais e legais a cargo do ICMBio, fazendo uso de todos os
equipamentos e recursos disponíveis para a consecução dessas atividades.

Analista Ambiental: planejamento ambiental, organizacional e estratégico afeto à execução das políticas nacionais de meio ambiente, formuladas no âmbito da União, em especial as que se relacionem com as seguintes atividades: regulação, controle, fiscalização, licenciamento e auditoria ambiental; gestão, proteção e controle da qualidade ambiental; ordenamento dos recursos florestais e pesqueiros; conservação dos ecossistemas e das espécies neles inseridas, incluindo seu manejo e proteção; e estímulo e difusão de tecnologias, informação e educação ambientais.

Técnico Administrativo: atuação em atividades administrativas e logísticas de apoio relativas ao exercício das competências institucionais e legais a cargo do ICMBio, fazendo uso de equipamentos e recursos disponíveis para a consecução dessas atividades.

Técnico Ambiental: prestação de suporte e apoio técnico especializado às atividades dos Gestores e Analistas Ambientais, execução de atividades de coleta; seleção e tratamento de dados e informações especializadas voltadas para as atividades finalísticas; e orientação e controle de processo voltados às áreas de conservação, pesquisa, proteção e defesa ambiental.

Provas objetivas
As provas objetivas foram compostas por 120 questões, e tiveram duração de 4h30, com objetivo de avaliar habilidades que vão além do mero conhecimento memorizado, abrangendo compreensão, aplicação, análise, síntese e avaliação, com o intuito de valorizar a capacidade de raciocínio.

Conhecimentos básicos para todos os cargos
Língua Portuguesa
Noções de Informática
Atualidades
Ética no Serviço
Legislação
Conhecimentos específicos para Analista Administrativo
Administração Geral
Administração Financeira e Orçamentária e Orçamento Público
Administração de Recursos Materiais
Conhecimentos específicos para Analista Ambiental
Ecologia, Conservação e Manejo da Biodiversidade
Biodiversidade, Zoologia, Botânica e História Natural
Recursos Florestais
Proteção, Controle e Monitoramento Ambiental
Planejamento e Gestão de UC
Aspectos Históricos e Sociais da Ocupação Humana na Região do Complexo Tapajós
Povos e Comunidades Tradicionais e a Conservação da Biodiversidade
Conhecimentos específicos para Técnico Administrativo
Noções de Administração
Conhecimentos específicos para Técnico Ambiental
Estratégias para conservação da diversidade biológica
Estratégias de conservação de hábitats e de espécies
Estrutura de populações e manejo sustentável de fauna na natureza e em semiliberdade
Ecologia da paisagem
Biomas e fitofisionomias brasileiros: características e evolução da fauna e flora
Desenvolvimento econômico do país e conservação da biodiversidade amazônica
Política Nacional da Biodiversidade, Decreto nº 4.339/2002
Decreto nº 2.519/1998
Acesso ao Patrimônio Genético – Medida Provisória nº 2.186- 16/2001 e Decreto nº 6.159/2007
Lei nº 5.197/1967
Lei nº 12.651/2012 e Lei nº 12.727/2012 – Ordenamento dos recursos florestais: Código Florestal Brasileiro e suas alterações
Lei nº 11.284/2006 (títulos I, II e III e V); Resolução CONAMA nº 378/2006; Resolução CONAMA nº 379/2006
Manejo florestal sustentável; valoração ambiental e florestal
Recuperação de áreas degradadas
Aquecimento global e sequestro de carbono
Concessão florestal
Desmatamento, corte seletivo
Monitoramento ambiental
Proteção florestal (prevenção e combate a incêndios florestais), legislação aplicada ao uso do fogo
Conceitos básicos de cartografia
Lei nº 9.605/1998
Decreto nº 6.514/2008
Lei Complementar nº 140/2011
Gestão e manejo de UC: conselho gestor (consultivo e deliberativo), plano de manejo; zona de amortecimento, uso público
Política Nacional de Povos e Comunidades Tradicionais, Decreto nº 6.040/2007
Lei nº 9.985/2000 e Decreto nº 4.340/2002 – Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC).
Plano Estratégico Nacional de Áreas Protegidas (PNAP), Decreto nº 5.758/2006
Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 (artigos 1º ao 5º)
Lei nº 11.516/2007
Política Nacional de Educação Ambiental – PNEA, Lei nº 9.795/1999 e Decreto nº 4.281/2002
Programa Nacional de Educação Ambiental – ProNEA. Lei nº 12.512/2011 e Decreto nº 7.572/2011 (Bolsa Verde)
Lei de ATER, Lei nº 12.188/2010 e Decreto nº 7.215/2010.

Prova discursiva
A prova discursiva consistiu, para o cargo de Analista Ambiental, de redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, acerca de tópico extraído do objeto de avaliação “Aspectos históricos e sociais da ocupação humana na região do Complexo Tapajós”. E, para os demais cargos, foi pedido uma redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, acerca de objeto de avaliação dos conhecimentos específicos dos respectivos cargos.

Com informações do site: Aprova Concurso