terça-feira, 9 de novembro de 2021

Auxílio Brasil: veja como serão definidos os valores do benefício


 
(Crédito: Arquivo / Agência Brasil)
O Bolsa Família foi revogado e substituído pelo Auxílio Brasil, nesta segunda-feira (8). O novo programa social tem reajuste médio de 17,84% em relação ao Bolsa Família. O valor médio passará de R$ 184,30 para R$ 217,18.

Os pagamentos começam no dia 17 de novembro. Recebem o benefício as famílias consideradas de extrema pobreza (renda mensal de R$ 100 por pessoa) ou de pobreza (R$ 200 por pessoa ao mês).

De acordo com o Ministério da Cidadania, no Auxílio Brasil, a estrutura básica foi simplificada para Benefício Primeira Infância, Benefício Composição Familiar e Benefício de Superação da Extrema Pobreza.

O benefício básico, para famílias em extrema pobreza, subiu 12,36%, de R$ 89 para R$ 100. As parcelas variáveis subirão de R$ 41 para R$ 49, uma elevação de 19,51%, e o Benefício Variável Vinculado ao Adolescente passará de R$ 48 para R$ 57, aumento de 18,75%.

Segundo o governo, cerca de 14,6 milhões de famílias serão beneficiadas e todos os beneficiários do Bolsa Família receberão os valores reajustados automaticamente.

“Todas as pessoas já cadastradas receberão o benefício automaticamente, seguindo o calendário habitual do programa anterior, o Bolsa Família. Não há necessidade de recadastramento” diz, em nota, o Ministério da Cidadania.

Com informações do site: AGENCIA BRASIL