quinta-feira, 18 de novembro de 2021

Auxílio Brasil com alguns valores menores na consulta via aplicativo; entenda


 
Foto: Reprodução
O Governo Federal lançou no final da última semana o aplicativo oficial do Auxílio Brasil. Para quem não sabe, esse é o programa que deve substituir o Bolsa Família já a partir de novembro. Em tese, essa aplicação serve para que os usuários consultem algumas informações, como o valor que eles irão receber este mês.

E ao que parece, muita gente não está gostando nada do que está vendo. Nas redes sociais, usuários estão dizendo que o valor do benefício realmente caiu. Agora, eles estão pedindo uma explicação do Governo Federal para essa queda. É que há um temor de que essa diminuição siga pelos próximos meses.

O Ministério da Cidadania explica que os valores do Auxílio Brasil em novembro ainda não estão turbinados. Então quem estava esperando pelos pagamentos mínimos de R$ 400 vai ter que esperar ainda mais tempo. Isso porque o Congresso Nacional ainda não aprovou por completo a PEC dos Precatórios.

De qualquer forma, mesmo sem a aprovação desse texto no Senado, o novo Bolsa Família vai começar com um aumento de 17,8% em relação ao que se via no programa anterior. Então eles irão subir a média de repasses de R$ 189 para R$ 217. Mas, como dito, nós estamos falando aqui de um valor mediano.

Então não é que todos os usuários irão receber no mínimo R$ 217. É que eles irão receber algo em torno desse valor. Pode ser um pouco mais e pode ser um pouco menos. Pelo menos é isso o que o Ministério da Cidadania está dizendo até este momento. Tudo, no entanto, pode mudar a qualquer instante.

Queda nos valores podem acontecer?
Mas essas quedas nos valores podem acontecer? De acordo com o próprio Ministério da Cidadania, sim. É que existem alguns casos em que as pessoas ganhavam mais em outubro e passarão a ganhar menos agora em novembro.

Isso vai acontecer, por exemplo, com muita gente do Bolsa Família que estava no Auxílio Emergencial até outubro. É que lá o maior valor era de R$ 375. E esse primeiro mês do novo benefício vai ter, como dito, uma média de R$ 217.

E se a PEC não for aprovada?
O Governo Federal vem dizendo que essa vai ser uma realidade apenas da primeira parcela do Auxílio Brasil. A ideia é fazer com que esses valores aumentem para um mínimo de R$ 400 já a partir de dezembro.

Mas isso só vai acontecer em um cenário de aprovação da PEC dos Precatórios. Caso o Senado não aprove esse texto, o Auxilio Brasil vai seguir pagando nos meses seguintes aquilo que está liberando agora.

Auxílio Brasil
Enquanto essas questões não se resolvem, os pagamentos do Auxílio Brasil começam oficialmente. Nesta quarta-feira (17), por exemplo, é a vez dos usuários que possuem o Número de Inscrição Social (NIS) terminando em 1.

Ainda nesta semana, mais dois grupos irão receber o benefício. Pessoas com NIS terminando em 2 recebem na quinta-feira (18) e os usuários com o NIS terminando em 3 recebem na sexta-feira (20). É o que se sabe até aqui.


Com informações do site: NOTICIASCONCURSOS