quinta-feira, 18 de novembro de 2021

Auxílio Brasil 2021: veja quem não precisa atualizar a conta do Cadúnico


 
Foto: Reprodução
Com a chegada do Auxílio Brasil, milhares de pessoas estão indo diariamente para a fila do Cadúnico. O motivo: elas querem atualizar essas informações. É que de acordo com o Governo Federal, só vai receber o novo programa aqueles cidadãos que estão com esse cadastro normalmente atualizado.

Só que isso não quer dizer que todo mundo tenha que correr para um Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) para resolver essa situação. De acordo com informações do próprio Ministério da Cidadania, alguns cidadãos já estão com os dados atualizados e não precisam se preocupar com mais nada neste momento.

Pelas regras do Cadúnico, uma pessoa que não está no Bolsa Família precisa atualizar o seu cadastro em um intervalo de, no mínimo, dois anos. Além disso, é preciso fazer essa atualização sempre que houver uma mudança na estrutura da família. Seja chegada ou partida de um membro ou mesmo a assinatura de uma carteira de trabalho.

Então, por essa lógica, quem atualizou o Cadúnico há menos de dois anos e não teve nenhuma mudança estrutural na família, não precisa atualizar os dados novamente. A base de informações está lá , e o Governo vai analisar a situação da sua conta. Pelo menos é isso o que o Ministério da Cidadania está dizendo.

Nas últimas semanas, não param de circular imagens de filas quilométricas para fazer essa atualização. A grande maioria absoluta dessas pessoas está tentando entrar no novo Bolsa Família. E, como se sabe, a porta de entrada para este novo benefício é justamente o Cadúnico. Não há uma segunda opção.

Atualização não é garantia

Mas vale sempre lembrar que apesar de a atualização no Cadúnico ser uma condição para o Auxílio Brasil, ela não é uma garantia de que o cidadão vai receber o benefício. De acordo com as informações oficiais, nem todo mundo que está na lista vai receber o projeto.

É que além de estar no Cadúnico, o cidadão ainda vai ter que atender os limites de extrema pobreza e de pobreza. No primeiro caso, é preciso ter renda per capita de até R$ 100. No segundo, é preciso ter essa renda de até R$ 200 e pelo menos uma gestante ou um menor de 21 anos de idade morando na casa.

E mesmo essas pessoas que estão no Cadúnico e que estejam abaixo das linhas de pobreza e de extrema pobreza, também poderão não receber o benefício em questão. Isso porque são apenas 17 milhões de vagas.

Como atualizar o Cadúnico
Para quem não está com o Cadúnico atualizado, a única saída é procurar entrar em contato com a Prefeitura da sua cidade. Isso porque são as gestões municipais que são responsáveis por organizar essa situação.

Em algumas cidades essa atualização acontece nos Centros de Referência em Assistência Social (NIS) e em outras há uma espécie de casa do Cadúnico. Em todos os casos, vai ser preciso fazer isso presencialmente.

Uma maneira de saber se o cadastro está atualizado, é consultar o seu perfil no aplicativo Meu Cadúnico. Também há um site oficial de mesmo nome. Basta inserir as informações básicas e saber como está a sua situação.

Com informações do site: NOTICIASCONCURSOS