quarta-feira, 17 de novembro de 2021

App Bolsa Família: Como baixar, fazer login e consultar se está no Auxílio Brasil


 
Foto: Reprodução
Consulta de pagamento do Auxílio Brasil fica disponível. Na última semana, o governo federal informou que está disponibilizando uma plataforma para que a população possa conferir se será ou não contemplada com as mensalidades de seu novo projeto social. O procedimento deve ser realizado no aplicativo do Bolsa Família.

As liberações do Auxílio Brasil deverão movimentar as agências da Caixa ao longo das próximas semanas. Com o pagamento previsto para ter início nesta quarta-feira (17), o governo federal liberou o aplicativo do Bolsa Família para que a população possa consultar se será contemplada.

Detalhes sobre a consulta do Auxílio Brasil
Para acompanhar o registro é preciso informar o número do CPF no app do Bolsa Família. O dispositivo é gratuito e está disponível celulares Android e smartphones com sistema iOS.

Como fazer login

Baixe o aplicativo;
Acesse informando CPF e senha. A senha é a mesma utilizada em outros aplicativos da Caixa, como o do FGTS.

Como cadastrar nova senha

Para cadastrar uma senha nova, clique em “É novo por aqui? Cadastre-se”;
Se o beneficiário possui cadastro e não lembra da senha, deve clicar em “Recuperar senha” após informar o CPF.

Governo detalha processo de triagem
Nessa primeira rodada, o programa deverá beneficiar em torno de 17 milhões de brasileiros. Para selecionar os contemplados, o ministério da cidadania vem dando prioridade aos beneficiários do Bolsa Família e do auxílio emergencial.

Dentro desse grupo, é preciso seguir as regras abaixo:

Ter renda familiar per capita de até R$ 89; ou
Ter renda familiar per capita de até R$ 178 (no caso de famílias que tenham em sua composição gestantes, nutrizes, crianças e/ou adolescentes até 17 anos);
Estar inscrito no CadÚnico;
Estar com dados atualizados no CadÚnico há, pelo menos, dois anos.

“Serão migradas as familias do Bolsa Família que estavam na folha de pagamento do Programa de outubro/2021, com exceção daquelas em que foi verificado, em qualquer momento do mês de outubro, o descumprimento das regras de gestão de benefícios do Programa Bolsa Família”, informou o órgão em nota.

O Ministério da Cidadania informou ainda que não será preciso realizar a atualização do Cadastro Único para ter direito ao Auxílio Brasil em 2021.

“Somente precisa atualizar se o seu cadastro estiver desatualizado. Caso o cadastro esteja atualizado a menos de 2 anos e não tenham ocorrido mudança de endereço, renda ou outras informações da sua família não é necessário realizar uma nova atualização.”

Confira o calendário do Auxílio Brasil para novembro:
17 de novembro– depósito para os beneficiários com NIS final 1;
18 de novembro– depósito para os beneficiários com NIS final 2;
19 de novembro – depósito para os beneficiários com NIS final 3;
22 de novembro– depósito para os beneficiários com NIS final 4;
23 de novembro– depósito para os beneficiários com NIS final 5;
24 de novembro– depósito para os beneficiários com NIS final 6;
25 de novembro– depósito para os beneficiários com NIS final 7;
26 de novembro– depósito para os beneficiários com NIS final 8;
29 de novembro– depósito para os beneficiários com NIS final 9;
30 de novembro– depósito para os beneficiários com NIS final 0;

Lista dos benefícios do Auxílio Brasil
Benefício Primeira Infância: pago às famílias com crianças entre zero e 36 meses incompletos;
Benefício Composição Familiar: pago às famílias com jovens até 21 anos;
Benefício de Superação da Extrema Pobreza: complemento financeiro para as famílias que recebem benefícios, mas que mesmo assim, a renda familiar per capita não supera a linha de pobreza extrema;
Bolsa de Iniciação Científica Junior: 12 parcelas mensais pagas a estudantes beneficiários do Auxílio Brasil com bom desempenho em competições acadêmicas e científicas;
Auxílio Criança Cidadã: benefício pago aos chefes de família que consigam emprego e não encontrem vagas em creches para deixar os filhos de 0 a 48 meses;
Auxílio Inclusão Produtiva Rural: pago por até 36 meses aos agricultores familiares inscritos no CadÚnico;
Auxílio Inclusão Produtiva Urbana: para beneficiários do Auxílio Brasil que comprovem que têm emprego com carteira assinada;
Benefício Compensatório de Transição: pago aos atuais beneficiários do Bolsa Família que perderem parte do valor recebido por conta das mudanças trazidas pelo novo programa;
Auxílio Esporte Escolar: destinado a estudantes entre 12 e 17 anos que sejam membros de famílias beneficiárias e que se destacarem nos Jogos Escolares Brasileiros.


Com informações do site: FDR