terça-feira, 26 de outubro de 2021

Nubank, Inter e Stone estão fora do open banking; entenda o porquê


 
Foto: Reprodução
Mais uma batalha entre bancos e fintechs se inicia, e o motivo é simples: Open Banking. Novidade do Banco Central que permite que clientes compartilhem seus dados com outros bancos, possibilitando assim, que uma instituição financeira sem relacionamento com o usuário tenha acesso a vida bancária dele, que pode viabilizar concessão de crédito e melhores taxas.

No entanto, para que essa mudança ocorra, é necessário alterações sistêmicas, que os bancos são obrigados a investir. Já para as fintechs, a adesão é facultativa e não sofrem tecnicamente com as mudanças.

Mesmo sem a obrigatoriedade, algumas fintechs como Neon e Mercado Pago, optaram por aderir, posição que usuário e bancos também esperavam da maior fintech brasileira, a NuBank.

Questionada, a Nubank informou que ainda este mês iniciará com transferências e pagamentos via pix por outros ambientes, porém esse procedimento faz parte da etapa 3, que é exigida também para as fintechs. A instituição não informou se irá aderir à etapa 2, que ainda é opcional.

O banco Inter não respondeu aos questionamentos. Já a Stone, informou que está aproveitando a desobrigatoriedade para focar toda sua equipe de tecnologia para outras mudanças como a dos recebíveis, que está demandando tempo e esforços do time.

Principais vantagens do Open Banking para o consumidor

O Open Banking veio para minimizar a barreira de entrada em outra instituição, permitindo que o cliente escolha qual é a melhor condição para cada serviço financeiro. Conheça as principais vantagens do Open Banking para o consumidor.

As instituições vão correr atrás de ter você como cliente;
Você pode escolher a melhor taxa para seu serviço sem estar preso na construção de relacionamento;
Agora o consumidor pode ter vários serviços em instituições diferentes, ainda que não tenha conta aberta naquela instituição;
A portabilidade de financiamento se torna facilitada;
As instituições se veem obrigadas a oferecer a melhor tarifa, pois agora o cliente não está mais amarrado a elas.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

É só seguir o Seu Crédito Digital no YouTube, Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Contudo, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, etc. Siga a gente para saber mais!

Com informações do site: Seu crédito digital