quarta-feira, 13 de outubro de 2021

Motivos que podem cancelar a sua última parcela do auxílio emergencial


 

Foto: Reprodução
O auxílio emergencial de 2021 está cada vez mais próximo de ser encerrado, porém a população ainda pode ter seus cadastros suspenso. Ao longo dos próximos dias, a Dataprev irá retomar o pente fino desconectando todos aqueles que violem as regras de concessão.
Lista com os motivos que cancelam o auxílio emergencial
Cidadão contratado com carteira assinada enquanto recebe o benefício;
Cidadãos que recebem o seguro desemprego, benefícios previdenciários ou assistenciais do Governo Federal;
Morte do beneficiário;
Recebimento de pensão;
Prisão do beneficiário; e
Militares ou requerentes de classe média.
Regras válidas do auxílio emergencial em 2021
A renda por pessoa da família não pode passar de até meio salário mínimo (R$ 550)
A renda total do grupo familiar deve ser de até três salários mínimos (R$ 3.300)
Só será permitida o pagamento de uma cota por família
Ter mais de 18 anos
Não ter emprego formal
Não ter tido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019 ou rendimentos isentos acima de R$ 40 mil naquele ano
Não ser dono de bens de valor superior a R$ 300 mil no fim de 2019
Estão excluídos os residentes médicos, multiprofissionais, beneficiários de bolsas de estudo, estagiários e similares
Ficam de fora também as pessoas que receberam qualquer tipo de benefício previdenciário, assistencial ou trabalhista ou de transferência de renda do governo em 2020, com exceção do Bolsa Família e abono salarial.
Fui cancelado do auxílio, o que fazer?
Quem tiver o abono suspenso terá ainda o direito de entrar com um pedido de contestação solicitando e revisão dos dados. O procedimento deve ser feito da seguinte forma:

Acesse o site da Dataprev;
Informe o número do CPF, nome completo, nome da mãe completo e a data de nascimento (caso não tenha no registro o nome da mãe, basta marcar na opção “Mãe desconhecida”);
Clique em “ENVIAR”;
Ao entrar no sistema, basta clicar na opção “Solicitar contestação”.

Com informações do site: fdr