sábado, 9 de outubro de 2021

Mesmo com anúncio da Ambev, Heineken não deve passar por reajuste de preço


 
Foto: Reprodução

A alta de preço nos supermercados vem afetando os brasileiros em todos os setores. Depois da alta de óleo, arroz e carne, a Ambev anunciou que aumentaria o preço das cervejas. No entanto, para alívio de muitos, a Heineken não deve passar por reajustes, por enquanto.

Vale lembrar que a Ambev é uma das maiores cervejarias do mundo e detém a maior fatia de venda de cervejas no Brasil. Entre as marcas que são propriedade da empresa estão Skol, Brahma, Antarctica, Beck’s, Budweiser e Corona. A Heineken é uma forte concorrente.

Heineken não prevê reajuste
No final do mês de setembro, a Ambev havia anunciado que as marcas de cervejas produzidas pela companhia teriam reajustes nos preços. Muitos apreciadores de cerveja passaram a olhar para a Heineken, maior concorrente, e segunda colocada no país.

No entanto, tudo indica que os preços continuarão os mesmos. A informação teria sido dada pela própria companhia ao portal Valor. O Bank of America também confirmou que não haverá reajuste nos preços. Enquanto a Ambev detém quase dois terços do mercado, a Heineken possui a fatia de 18% no Brasil.

Heineken já reajustou valores em 2021
Apesar da boa notícia para os bolsos de muitos consumidores, vale lembrar que a própria Heineken já fez um reajuste nos seus preços em 2021. Na época, a empresa alegou que custos logísticos e as matérias-primas utilizadas para a fabricação das suas cervejas tiveram aumentos e que por isso haveria reajustes.

Vale lembrar que o Brasil vem passando por problemas com a inflação, principalmente em 2021. O Banco Central vem tentando reduzir a subida do índice por meio do aumento da taxa básica de juros, a Selic. Mesmo assim, o teto previsto para o ano será ultrapassado e já há expectativas ruins para 2022.

Com informações do site: Tudo Bahia