sábado, 9 de outubro de 2021

Liberado! Sancionado novo auxílio de até R$ 300 por pessoa


 


Foto: Reprodução

Foi  sancionado mais um auxílio emergencial em meio a pandemia do novo coronavírus. De acordo com informações oficiais do texto, o programa deverá começar a fazer pagamentos ainda no próximo mês de dezembro. Cerca de 380 mil famílias serão beneficiadas.

Esse projeto já passou pela aprovação da Câmara Municipal de Belo Horizonte em dois turnos. Agora, a expectativa estava em torno do Prefeito Alexandre Kalil. É que ele poderia sancionar ou vetar o texto. No entanto, as chances de aprovação eram muito maiores, já que o programa em questão teve apoio da Prefeitura.

A ideia desse benefício é fazer pagamentos para pessoas que estão em situação de extrema-pobreza, pobreza ou mesmo de insegurança alimentar. Os valores dos repasses variam para cada um desses grupos. Mas todos os usuários deverão ter cadastro ativo no Cadúnico até o dia 30 de junho.

É por essa lista, aliás, que a Prefeitura vai selecionar as pessoas que poderão receber o benefício em questão. Esse processo deve começar em breve. Ninguém com renda per capita maior do que um salário mínimo vai poder pegar essa quantia. Hoje, vale lembrar que esse valor é de R$ 550.

Esse Auxílio está sendo sancionado depois de meses de muita confusão entre a Prefeitura e a Câmara Municipal. Nesse meio tempo, muitos trabalhadores criticaram essa demora na aprovação do projeto. É que, como se sabe, assim como em vários lugares do Brasil, Belo Horizonte também está sofrendo com a situação da pobreza.

Valores do Auxílio

De acordo com as próprias informações do projeto, o auxílio em questão vai pagar R$ 600 divididos em seis parcelas, isso quer dizer portanto que cada um dos usuários vai receber seis ciclos de R$ 100 cada um.

Vale lembrar, no entanto, que esse é apenas um valor base que pode aumentar um pouco. Quem tem filho em escola pública da rede municipal, por exemplo, ganha mais R$ 100. Então recebe no caso R$ 200 por mês.

Já para as pessoas que estão em situação de extrema-pobreza e que também possuem filhos estudando na rede pública, o aumento é de R$ 200. Nesse caso esses indivíduos recebem R$ 300 por mês, totalizando R$ 1200 com o Auxílio completo.

Auxílio de R$600
Também nesta semana, o Governo do estado de Minas Gerais anunciou a criação do seu próprio Auxílio Emergencial. Nesse caso, o programa deve chegar na casa de algo em torno de 1 milhão de famílias de todo o estado.

De acordo com as informações do projeto, o objetivo é ajudar aqueles que estão em situação de vulnerabilidade social. Os pagamentos deverão começar em breve e também pagarão R$ 600, assim como o programa da Prefeitura.

Só que no caso do projeto do Governo do estado, os pagamentos deverão acontecer de uma só vez. Isso quer dizer, portanto, que todos os beneficiários irão pegar esse dinheiro em uma parcela única. Para saber mais informações, basta visitar o site oficial do Governo do estado de Minas Gerais.


Com informações do site: noticiasconcursos