terça-feira, 26 de outubro de 2021

IPVA gratuito: veja quem terá isenção no imposto em 2022


 
Foto: Reprodução
Com a chega do final do ano, muitos motoristas começam a se preocupar com o pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). A dor de cabeça passou a ser ainda maior após o aumento nos preços dos veículos novos e usados, que por consequência vão elevar o valor do imposto em 2022.

Isso porque o cálculo que define o IPVA incide sobre o valor de mercado do automóvel. A taxa cobrada varia de 1% a 4% em cima do valor venal do bem e muda de acordo com a definição de cada estado.

Apesar da cobrança obrigatória, muitos condutores estarão livres do tributo no ano que vem. A razão para isso tem a ver com o tempo de fabricação do veículo, ou seja, sua idade.

Veículos com isenção do IPVA 2022
Cada unidade federativa estipula um prazo de fabricação que dá direito à isenção do tributo. Sendo assim, recebem IPVA grátis:

Veículos com 10 anos ou fabricação anterior a 2010 receberão isenção do IPVA nos seguintes estados: Amapá e Rio Grande do Norte.
Veículos com 15 anos ou fabricação anterior a 2007 receberão isenção do IPVA nos seguintes estados: Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espirito Santo, Maranhão, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rondônia, Sergipe e Tocantins.
Veículos com 18 anos ou fabricação anterior a 2004 receberão isenção do IPVA no seguinte estado: Mato Grosso.
Veículos com 20 anos ou fabricação anterior a 2002 receberão isenção do IPVA nos seguintes estados: Alagoas, Acre, Mato Grosso do Sul, Paraná e São Paulo.
Veículos com 30 anos ou fabricação anterior a 1992 receberão isenção do IPVA nos seguintes estados: Pernambuco e Santa Catarina.
Em Minas Gerais, carros com placa preta também são isentos do IPVA. Já no estado de Roraima, veículos agrícolas, motos de até 160 cilindradas, táxis, veículos de PcD e ambulâncias, por exemplo, também estão isentos do tributo.

Lembrando que algumas categorias já são isentas de forma automática da cobrança, como mototaxistas, taxistas e ônibus escolar. Além disso, algumas doenças também oferecem a liberação do imposto, como em caso de tendinite crônica, HIV e autismo.

Com informações do site: n1n