quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Descubra qual Estado libera auxílio emergencial de R$ 600 e quem tem direito


 
Foto: Reprodução

O Governo de Minas Gerais implementou um auxílio emergencial destinado às famílias em situação de extrema pobreza, com renda per capita até R$ 89, cujo pagamento é realizado em parcela única, no valor de R$ 600.

Com a ação, cerca de 1 milhão de famílias mineiras serão beneficiadas, como medida excepcional de enfrentamento às consequências econômicas e sociais da pandemia.

A saber, o calendário de pagamentos já se encontra em execução. Continue a leitura para saber quem tem direito e quais as próximas datas de créditos.

Auxílio Emergencial Mineiro

Como mencionado, o benefício é direcionado para famílias de baixa renda, e o critério de seleção vai de encontro às famílias mineiras que estavam inscritas no Cadastro Único em 22 de maio de 2021.

Assim, uma vez selecionados os beneficiários, foi determinado um calendário inicial para um grupo prioritário, que incluía as famílias que não têm o benefício do Programa Bolsa Família e as famílias constituídas por mães solteiras e seus filhos. Vale destacar que esse calendário já foi concluído.

Depois dessa etapa, segue o calendário para as demais famílias. A escala de repasse vai até o dia 29 deste mês para o representante familiar.

Acompanhe a programação completa:

Grupo prioritário:
Mês de aniversário do RF Data de Pagamento
janeiro e fevereiro 14 de outubro
março e abril 15 de outubro
maio e junho 18 de outubro
julho e agosto 19 de outubro
setembro e outubro 20 de outubro
novembro e dezembro 21 de outubro
Calendário de pagamento para as demais famílias:
Mês de aniversário do RF Data de Pagamento
janeiro e fevereiro 22 de outubro
março e abril 25 de outubro
maio e junho 26 de outubro
julho e agosto 27 de outubro
setembro e outubro 28 de outubro
novembro e dezembro 29 de outubro

Como é realizado o pagamento do auxílio emergencial mineiro?
O benefício de R$ 600 será depositado em parcela única e, conforme orientações do Governo, será repassado exclusivamente em contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal.

O auxílio será depositado automaticamente para todos os beneficiários que já possuem a conta. Já as famílias mineiras contempladas que não têm a conta, será aberta automaticamente e poderão movimentar o saldo através do aplicativo Caixa Tem.

Com informações do site: Brasil 123