sexta-feira, 29 de outubro de 2021

Concurso TCU: edital saiu; inicial de R$ 21,9 mil. Veja!


 
Foto: Reprodução

Foi publicado o edital do concurso TCU! O Tribunal de Contas da União está ofertando 20 vagas imediatas para o cargo de Auditor Federal de Controle Externo. A remuneração inicial é de R$ 21.947,82.

Os candidatos interessados devem fazer as inscrições no período entre os dias 01 de novembro a 20 de dezembro de 2021 por meio do site https://conhecimento.fgv.br/concursos/tcu21. A taxa de inscrição é de R$ 180,00.

A Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, será realizada em todas as capitais do país, na data provável de 13 de março de 2022, das 13h às 18h.

Já a Prova Discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, será realizada em todas as capitais do país que contarem com candidatos aprovados na prova objetiva, na data provável de 22 de maio de 2022, das 13h às 18h, segundo o horário de Brasília/DF.

Concurso TCU: remuneração e benefícios
De acordo com o edital do concurso TCU, publicado em 29 de setembro, a remuneração para o cargo de Auditor Federal de Controle Externo é de R$ 21.947,82.

Conheça a estrutura com os valores pagos aos profissionais das carreiras efetivas do Tribunal de Contas da União:

Auditor Federal de Controle Externo do TCU

Vencimento básico inicial R$ 6.635,29
Gratificação de Desempenho R$ 8.475,69
Gratificação de Controle Externo R$ 6.767,99
Abono – Lei 10.698/2003 R$ 68,85
Total R$ 21.947,82
Técnico Federal de Controle Externo do TCU

Vencimento básico inicial R$ 4.778,15
Gratificação de desempenho R$ 5.509,23
Gratificação de Controle Externo R$2.231,30
Abono – Lei 10.698/2003 R$ 68,85
Total R$ 12.697,54
Auxiliar Federal de Controle Externo do TCU

Vencimento básico inicial R$ 3.106,80
Gratificação de desempenho R$ 3.581,01
Gratificação de controle externo R$ R$ 745,63
Abono (Lei 10.698/2003) R$ 68,85
Total R$ 7.502,30
As informações foram extraídas do quadro remuneratório dos servidores do Tribunal. A data do documento é de 11 de junho de 2021 e foi disponibilizado pela Secretaria de Gestão de Pessoas – Segep TCU.

Concurso TCU: inscrições
Ficou interessado? Faça sua inscrição no período das 16h do dia 01 de novembro de 2021 até as 16h do dia 20 de dezembro de 2021, horário oficial de Brasília/DF,  por meio do site https://conhecimento.fgv.br/concursos/tcu21. A taxa de inscrição é de R$ 180,00. 

Concurso TCU: isenção da taxa de inscrição
Será admitida isenção na taxa de inscrição para candidatos que comprove ser doadores de sangue, nos termos da Lei 13.656/2018; e ser considerado de baixa renda, nos termos da Lei 13.656/2018. A solicitação deve ser feita entre os dias 01 de novembro a 04 de novembro de 2021.

Concurso TCU: cargos e vagas
O novo edital do concurso TCU oferta vagas para Auditor Federal de Controle Externo, as vagas estão divididas da seguinte forma:

Tipo da vaga Quantitativo
Vagas ampla concorrência 15
Vagas reservadas para negros 4
Vagas para PcD 1
Auditor Federal de Controle Externo
Vagas: 20
Requisitos: diploma de conclusão de curso de nível superior ou habilitação legal equivalente em qualquer área de formação, devidamente registrado e fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).
Atribuições: no exercício de suas competências, incumbe ao ocupante do cargo de  Analista de Controle Externo – Área de Controle Externo na área de atividade de Controle Externo:
I – coordenar e desenvolver trabalhos voltados para o planejamento, modernização e a transformação digital dos procedimentos e atividades de controle externo a cargo do Tribunal;

II – examinar, instruir, organizar e acompanhar processos, documentos e informações relativos a matérias de controle externo ou administrativa que lhe sejam distribuídos;

III – instruir processos relativos a contas, atos sujeitos a registro e fiscalização de atos e contratos que, por força de disposições constitucionais, legais ou regulamentares, são apresentados ao Tribunal;

IV – assessorar autoridades em assuntos e atribuições na área de controle externo;

V – coletar e analisar dados e informações, bem como desenvolver, implantar e utilizar algoritmos e modelos para detecção de anomalias e predição de resultados que deem suporte às atividades de controle externo a cargo do Tribunal;

VI – propor, planejar, executar e coordenar trabalhos de fiscalização, em suas diversas modalidades, nas unidades, áreas, programas projetos ou atividades vinculadas às competências do TCU, com a elaboração dos respectivos relatórios e exame de recursos;

VII – quando devidamente designado ou autorizado, colaborar com o Congresso Nacional ou suas Comissões, com o Poder Judiciário e outros órgãos da Administração, em matéria afeta ao Tribunal;

VIII – compor e, quando for o caso, coordenar comissão, equipe de fiscalização e grupo de trabalho ou de pesquisa instituídos no âmbito do Tribunal ou em decorrência de acordos de cooperação ou convênios firmados pelo TCU;

IX – efetuar o cálculo de débitos em processos de controle externo e administrativos e das quotas referentes aos Fundos de Participação dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios;

X – aplicar e contribuir para a disseminação de práticas e diretrizes recomendadas ou determinadas pelo Tribunal;

XI – participar de trabalhos na área administrativa em situações que requeiram especialização na sua área de conhecimento; e

XII – executar outros trabalhos da área de controle externo determinados por sua chefia.
O ocupante do cargo de AUFC pode, independente da área de atividade e no exclusivo interesse da Administração, exercer suas atribuições em qualquer unidade integrante da estrutura organizacional do TCU, observado as normas aplicáveis e o disposto na Resolução -TCU nº 332/2021.

Técnico Federal de Controle Externo do TCU – TEFC
Requisitos: Área: Apoio Técnico e Administrativo

O profissional deverá ter certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação – MEC.

Atribuições: Técnico Federal de Controle Externo do TCU – TEFC

Área: Apoio Técnico e Administrativo

Caberá ao servidor executar atividades de apoio técnico e administrativo necessárias ao desempenho das tarefas inerentes ao funcionamento do Tribunal, bem como das demais ações previstas em resolução interna.
Atuação: área-meio.

Concurso TCU: etapas
O concurso TCU contará com as seguintes etapas:

Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;
Prova Discursiva, de caráter eliminatório e classificatório e
Programa de Formação, de caráter eliminatório.

Concurso TCU: prova objetiva
A prova objetiva será realizada em todas as capitais do país, na data provável de 13 de março de 2022, das 13h às 18h, segundo o horário de Brasília/DF.

Prova discursiva
A prova escrita discursiva está marcada para ser realizada dia 22 de maio de 2022 e será constituída de:

P3: composta por 2 questões discursivas de conhecimentos gerais a serem respondidas em até 20 linhas, valendo 15 pontos cada;
P4: composta por 2 questões discursivas de conhecimentos específicos a serm respondidas em até 20 linhas cada, valendo 15 pontos cada, e 1 redação de peça de natureza técnica a ser elaborada em até 50 linhas valendo 40 pontos.
Programa de Formação
O Programa de Formação será realizado exclusivamente em Brasília/DF e terá a duração mínima de 120 (cento e vinte) horas, regido por edital e regulamento próprios, com as especificidades
listadas nos subitens a seguir:

expirado o prazo de matrículas no Programa de Formação, os candidatos convocados que não efetivarem suas matrículas serão considerados desistentes e eliminados do concurso;
havendo desistência ou superveniência de novas vagas, serão convocados mais candidatos para se matricularem obedecida a ordem de classificação da primeira etapa;
os demais candidatos aprovados na primeira etapa e não convocados para o Programa de Formação serão classificados em lista de cadastro de reserva, e terão sua aprovação no certame
condicionada à participação em eventuais Programas de Formação futuros, cuja efetiva realização dependerá exclusivamente do interesse da Administração, observado o prazo de validade do concurso;
o candidato matriculado no Programa de Formação deverá entregar os documentos conforme definido no edital de convocação;
o candidato que deixar de efetuar a matrícula, não comparecer ao Programa de Formação desde o início, dele se afastar, ou não satisfizer os demais requisitos legais, regulamentares ou
regimentais, sem aproveitamento e (ou) sem frequência mínima será reprovado e, consequentemente, eliminado do concurso;
durante o Programa de Formação, o candidato fará jus a auxílio financeiro, na forma da legislação vigente à época de sua realização, sobre o qual incidirão os descontos legais, ressalvado o direito de optar pela percepção do vencimento e das vantagens do cargo efetivo, no caso de ser servidor da Administração Pública Federal;
as despesas decorrentes da participação em todas as etapas e procedimentos do concurso, inclusive no Programa de Formação, correrão por conta dos candidatos, os quais não terão direito
a alojamento, alimentação, transporte ou ressarcimento de despesas.


Com informações do site: Gran Cursos