sábado, 9 de outubro de 2021

Concurso PC MG: contrato com a banca é assinado. Edital iminente!


 


Foto: Reprodução

A Polícia Civil de Minas Gerais assinou o contrato com a Fundação Mariana Resende Costa (Fumarc) para organização do novo concurso PC MG. O extrato da contratação foi divulgado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira, 7.

Com isso, o edital já pode sair. De acordo com a Polícia Civil, a publicação do documento deve acontecer nos próximos dias. 

O extrato de contrato com a Fumarc informa que o concurso será para as seguintes carreiras policiais:

Delegado;
Perito Criminal;
Médico Legista;
Investigador de Polícia;
Escrivão de Polícia Civil.
Ao anunciar o concurso em julho, o governador Romeu Zema revelou que os cargos de analista e técnico assistente da Polícia Civil também seriam contemplados. Sobre isso, a Assessoria de Imprensa da corporação emitiu a seguinte nota:

"Para este edital, que será publicado nos próximos dias, estão previstas vagas para os cargos de Delegado de Polícia Substituto, Perito Criminal, Médico Legista, Investigador de Polícia e Escrivão de Polícia Civil. Quanto aos cargos de Analista e Técnico Assistente da Polícia Civil, o edital deve ser publicado em breve. Outras informações serão prestadas, à medida que os trâmites para a realização do concurso avancem".

Ao todo, a estimativa é que o concurso Polícia Civil MG tenha 684 vagas distribuídas entre cargos dos níveis médio e superior.

Confira a divisão abaixo:

Investigador

Nº de vagas: 30
Requisitos: nível superior em qualquer área
Salário inicial: R$4.631,23
Escrivão

Nº de vagas: 397
Requisitos: nível superior em qualquer área
Salário inicial: R$4.631,23
Delegado

Nº de vagas: 62
Requisitos: nível superior em Direito
Salário inicial: R$12.967,43
Médico Legista

Nº de vagas: 9
Requisitos: nível superior em Medicina
Salário inicial: R$10.028,30
Perito Criminal

Nº de vagas: 21
Requisitos: nível superior 
Salário inicial: R$8.874,60
Técnico Assistente da Polícia Civil

Nº de vagas: 114
Requisitos: nível médio completo ou curso técnico em áreas como Enfermagem, Radiologia e outras
Salário inicial: R$1.178,94 para 30 horas de trabalho por semana e R$1.729,10 para 40 horas
Analista da Polícia Civil

Nº de vagas: 51
Requisitos: nível superior (é possível que exija especialização em alguma área)
Salário inicial: R$1.964,89 para 30 horas de trabalho semanais e R$3.143,83 para 40 horas
A PC MG também concede benefícios, cujos valores são variáveis. A corporação esclareceu que os aprovados para as carreiras administrativas poderão ser lotados no Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e dentro da própria instituição.

Prepare-se para concursos policiais com a Folha Cursos
Além da PC MG, outras Polícias Civis têm preparativos em andamento para novos concursos em 2021. Por isso, quem deseja ingressar nas corporações deve manter os estudos em dia.

Você sabia que a Folha Dirigida também tem cursos preparatórios para concursos? A Folha Cursos dispõe de materiais exclusivos para carreiras policiais civis, com videoaulas e questões comentadas. 

Últimos concursos PC MG ocorreram em 2013 e 2018
Em 2018, ocorreu o último concurso para Polícia Civil de Minas. Na ocasião, as oportunidades foram para os cargos de escrivão e delegado. Já para perito, médico, analista e técnico, o último processo seletivo ocorreu em 2013. Veja os detalhes de cada um: 

Concurso PC MG 2018
A oferta foi de 119 chances imediatas para escrivão e 76 para delegado.

A comprovação da escolaridade foi feita mediante a entrega, na data da posse, de cópia autenticada de diploma ou de Certidão expedida por Instituição de Ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

Com organização da Fumarc, o concurso teve a seguinte estrutura: 

Escrivão:

Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;
Prova de Digitação, de caráter eliminatório;
Avaliação Psicológica;
Exames Biomédicos e Biofísicos, de caráter eliminatório;
Provas de Títulos, de caráter classificatório;
Investigação Social, de caráter eliminatório.
As provas objetivas contaram com 60 questões, sendo seis de Direitos Humanos, 20 de Língua Portuguesa, cinco de Noções de Criminologia, dez de Noções de Direito, 14 de Noções de Informática e cinco de Noções de Medicina Legal.

Foi eliminado o candidato que obteve nota inferior ao equivalente a 20% das questões em qualquer uma das disciplinas, ainda que no somatório final da nota tivesse índice igual ou superior a 60% das respostas corretas.

Já a Prova Prática de Digitação consistiu na reprodução e digitalização de um texto em cinco minutos. A etapa foi realizada em microcomputador desktop arquitetura Windows, teclado Português Brasil ABNT2 e Editor de Texto (writer do LibreOffice 6 ou superior, em plataforma Microsoft Windows).

Delegado:

Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;
Prova Dissertativa, de caráter eliminatório e classificatório;
Prova Oral, de caráter eliminatório e classificatório;
Avaliação Psicológica, de caráter eliminatório;
Exames Biomédicos e Biofísicos, de caráter eliminatório;
Provas de Títulos, de caráter classificatório;
Investigação Social, de caráter eliminatório.
As avaliações objetivas tiveram 70 questões, das quais 10 de Direito Administrativo, 10 de Direito Civil, 10 de Direito Constitucional, 10 de Direito Penal, 10 de Direito Processual Penal, cinco de Direitos Humanos e 10 de Medicina Legal.

Foi eliminado quem obteve nota inferior ao equivalente a 20% das questões em qualquer uma das disciplinas, ainda que no somatório final da nota tivesse índice igual ou superior a 60% das respostas corretas.

Já a prova dissertativa cobrou duas questões discursivas sobre cada uma das disciplinas a seguir: Direito Administrativo, Direito Constitucional, Direito Penal e Direito Processual Penal.

Concurso PC MG 2013
Em 2013, foram abertas 1.497 vagas, sendo 121 para médico legista e 95 de perito criminal. As demais 415 foram para analista e 866 para técnicos. 

A Fumarc também foi a banca organizadora. Os candidatos foram avaliados por provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório.

Ao todo, foram cobradas 60 questões de Língua Portuguesa, Matemática, Noções de Criminalística, Noções de Medicina Legal, Noções de Contabilidade, Noções de Informática e Direitos Humanos, variando de acordo com o cargo.

Os classificados ainda foram convocados para as seguintes etapas:

avaliação psicológica;
exames biomédicos e biofísicos;
investigação social; e
curso de formação policial. 


Com informações do site: folhadirigida